Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

CERCEAR A DEMAGOGIA

João Gonçalves 3 Jun 10

Jornais e televisões falam das pensões da segurança social e das aposentações da caixa geral das ditas como extravagâncias marcianas que perigam o futuro da pátria como se existisse uma e não este amontoado de néscios conformistas e conformados. Sucede que a maioria da população que aufere pensões de reforma descontou ao longo de mais de trinta e tal anos para as ter. Ninguém está a fazer favores a ninguém. É bom cercear a demagogia.

5 comentários

De CCz a 03.06.2010 às 13:18

http://www.timesonline.co.uk/tol/comment/columnists/anatole_kaletsky/article7142095.ece
.
Há guerra entre classes sucede-se a guerra entre gerações.

De ricardo a 03.06.2010 às 14:13

Na função pública descontou por um valor muito inferior ao que recebe.
No sector privado recebe agora à custa dos descontos dos que não vão ter reforma nenhuma.

De Anónimo a 03.06.2010 às 14:20

A ética lá de fora

Económico:

Horst Köhler demitiu-se poucos dias depois de declarações sobre o Afeganistão que causaram alguma polémica.
Köhler, 67 anos, cumpria o primeiro ano do seu segundo mandato enquanto presidente da Alemanha.
A renúncia, hoje anunciada, tem efeitos imediatos e surge após uma onda de críticas por causa de declarações do governante alemão sobre o Afeganistão.

Público:

O secretário de Estado das Finanças do novo Governo conservador britânico, o lib-dem David Laws, anunciou a sua demissão, capitulando num escândalo de cobrança indevida de despesas ao fim de três semanas como titular da pasta e segundo na linha hierárquica a seguir ao ministro.


Tsf:

O ministro espanhol da Justiça demitiu-se na sequência de um escândalo relacionado com o seu encontro com Baltasar Garzon durante uma caçada. Mariano Fernandez Bermejo encontrou-se com este juiz quando estava em instrução um processo por corrupção que envolve elementos do Partido Popular.

Como diz um comentador no Público, "o azar deles é não serem portugueses. Se fossem, assobiavam para o lado e ainda reclamavam com a CS por se meter nos seus assuntos privados."

A ética republicana dos José S. e Ricardo Rodrigues e Assis, por cá, é a da lei. Curiosamente as leis são copiadas desses países...e não se prevê a admissibilidade de se poder fazer corninhos na Assembleia da República.
Surripiar gravadores alheios e dizer que foi em acção directa já está previsto legalmente. Mentir no Parlamento descaradamente é o pão nosso de cada dia e por isso o costume que a lei prevê.
Por isso temos o que merecemos: a mediocridade, o descalabro democrático e a maior pouca-vergonha de que há memória.

- posted by josé @ 31.5.10 A Porta da Loja

Aqui reside a diferença entre a nossa miséria e os outros que, para terem alguna coisa, mantiveram a dignidade.
Pedro C

De Anónimo a 03.06.2010 às 14:31

O problema da sustentabilidade é o uso indevido e criminoso, que o estado perdulário e criminoso fez e faz, do dinheiro que os contribuintes honestos pagam para facilitar uma sua velhice certa de dificuldades. Em vez disso, os políticos, gastam-no no presente com ajudas viciantes a delinquentes, criando um exército controlável e útil de preguiçosos votantes, em si e no nobre sistema.

Ass.: Besta Imunda

De Merkwürdigliebe a 03.06.2010 às 21:45

Soylent Grün ist mensch fleisch!

Lá chegaremos nas mãos destes loucos perigosos.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

Os livros

Sobre o autor

foto do autor