Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

...

João Gonçalves 17 Ago 22

Melhor era impossível 

Estive a ler as três paginas que o "Jornal de Negócios" ofereceu a Sérgio Figueiredo para se defender das maldades do mundo. Em nenhuma das páginas, porém, encontrei nada que aconselhasse particularmente "aquela" contratação para um ministro das Finanças. Encontrei, sim, um ressentimento feio em relação a uma pessoa que já não está entre nós (e que não se pode defender, como o autor, independentemente da bondade ou não daquela contratação concreta) e aqueles momentos que destaquei com um lápis e que estão nas fotografias. Ficamos a saber que o Estado ficou a perder com a ausência da egrégia figura de SF (foto1). Ficamos a saber que foi o pessoal do "ressentimento", activo ou passivo, incluindo jornalistas, que pôs sobretudo em causa a excelência de SF quando ainda nem sequer tinham saído debaixo das pedras, como ele, há mais de 30 anos (foto2). E ficamos, finalmente, a saber (foto3) que Medina não possui "ideias" para o ministério que tutela. Ele apenas "pensou em mim" (SF), preocupado consigo", ou seja, sem os atributos e os contributos de SF, Medina entraria, no mínimo, em depressão. E o país, sabe-se lá em quê. Só SF estava em condições de dotar Medina, "enriquecendo" a sua "visão da realidade, com as "ideias", as "expectativas" e as "sugestões" que SF lhe faria chegar. Para além do Estado, o próprio gabinete do ministro será um vespeiro de incapazes ligados a uma "central técnica" que não lhe fazem "chegar" nada que se aproveite. Finalmente, SF acaba a confessar que sabia bem ao que ia, e dentro dos parâmetros da "honestidade das pessoas" que se presume, evidentemente, até prova em contrário. Se os ministros se fartam de contratar "consultores", "agências de comunicação" e "escritórios de advogados", "só para dar três exemplos que todos os dias prestam serviços especializados a instituições públicas", porquê deixá-lo a ele, SF, fora deste circuito trivial? Melhor era impossível. 

10 comentários

De maria a 17.08.2022 às 21:40

passei de manhã por PORTUGAL DOS PEQUENINOS haviam duas filas muito grandes, uma para a esquerda e outra para a direita.

De Vagueando a 18.08.2022 às 09:49

SF deveria saber, até porque foi diretor da TVI, que os media adoram estas insinuações e exploram-nas, com ou sem razão, até ao tutano.. SF acompanhou casos destes na TVI e permitiu que a sua televisão o fizesse. Daí que não perceba o seu espanto, muito menos a indignação. 

De Anónimo a 18.08.2022 às 12:12

Diria que SF terá provado um pouco do próprio veneno, ainda que tardiamente. Se com justiça ou não (não sei nem quero saber), é como o povo diz, cá se fazem, cá se pagam. 

De Gustavo AB a 18.08.2022 às 12:54

  <br />  Acabando de ler o famigerado " artigo " - declaração do ex futuro sabe-se -  lá - o - quê, li as palavras do João Gonçalves, e estas são não só o comentário perfeito mas também o retrato da Choldra e destes 7 anos de paraíso. Bem haja.

De VIDASUSPENSA a 18.08.2022 às 22:01

&lt;br /&gt;Este senhor SF teve o desplante de dizer que a MANADA estava indisposta-~.&lt;br /&gt;O que queria ele dizer com isto?&lt;br /&gt;Responda quem souber

De Anónimo a 18.08.2022 às 22:22

parece-me muito bem.


Nao sou parte, mas a forma como denuncia o problema, e o documenta...é o portugal dos pequeninos. 

De Vicente Costa a 19.08.2022 às 22:38

Muito bem. É preciso Iluminar as sombras onde estas criaturas se movem e onde se instalam como aristocratas, pu como burgueses feitos com o imposto. Apanha-las em flagrante, desmascarar as suas existencias. 

De MRM a 20.08.2022 às 15:52


Dizem que é cultural esta coisa nossa que encontramos em todos os níveis da sociedade portuguesa. E está a ser financiada pela Europa, desde o pequeno gabinete de contabilidade, do instituto ou observatório público até ao putativo milionário self-made-man. Nada disto é novo, há anos Medina Carreira avisava que a pedinchice é a principal característica nacional. Todos os dias, os mais apetecíveis recursos nacionais mudam de mãos, o país está à venda e os jovens emigram para terem vida condigna, e poucos se importam com isso. Pode ser que os novos donos do território sejam mais exigentes e para protegerem os seus investimentos consigam forçar a mudança. Estes Célinhos, Tóninhos, Nandinhos, etc, que se dizem muito competentes e inteligentes estão a afundar-nos pouco a pouco.

De Botas de Mulher a 20.08.2022 às 16:06

Os conflitos de interesse irão sempre dar que falar! 

De Anónimo a 21.08.2022 às 19:44


E a procissão ainda vai no adro... (https://onovo.pt/politica/cml-deu-apoio-de-350-mil-euros-a-empresa-do-filho-de-sergio-figueiredo-JC12015480)


https://onovo.pt/politica/cml-deu-apoio-de-350-mil-euros-a-empresa-do-filho-de-sergio-figueiredo-JC12015480 (https://onovo.pt/politica/cml-deu-apoio-de-350-mil-euros-a-empresa-do-filho-de-sergio-figueiredo-JC12015480)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

Os livros

Sobre o autor

foto do autor