Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Gosto de homens e de circunstâncias. Detesto homens e circunstâncias. Eusébio está para além do meu gostar ou não gostar de futebol (não gosto). Eusébio, no entanto, seria aquilo a que poderíamos chamar um puro, um homem simplesmente bom o que, para os tempos que correm, o singulariza. Por favor não liguem aos panegíricos dos de serviço, aos lutos oficiais ou aos derrames oficiosos. Concentrem-se apenas no homem, no "genial tragalhadanças" como lhe chamou Alexandre O'Neill: «Uma coisa me consola, Eusébio. É que não fui eu quem cobriu Você de adjectivos, de apodos, de cognomes mais ou menos imaginosos. Não fui eu quem disse que Você era a pantera, o príncipe, o bota de oiro, o relâmpago negro, o coice para a frente, o astropata. Também não fui eu quem disse que o seu nome era Eusébio. Dar o Eu a Eusébio, que pretensão! Derive, derive e vire, vire e atire sem parança, Eusébio, seu genial tragalhadanças!»

1 comentário

De Bloguista Atento a 05.01.2014 às 14:25

http://www.maquinadelavax.blogspot.pt/2014/01/aqueles-que-por-obras-valerosas-se-vao.html

Do mais simples e belo que li

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • O apartidário

    Por falar em discursos inconsequentes. No discurso...

  • marão

    INDUÇÃO CULTURA TUGA Gritem, esfolem-se, sofram e ...

  • O apartidário

    " A política vive num estado constante de conformi...

  • Anónimo

    Não vale a pena.

  • passante

    > acabaram as ideologiasSe acabassem não eram m...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor