Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Está tudo dito

João Gonçalves 16 Set 13

Depois das infelicidades de Julho, o Presidente da República reapareceu e falou. Toda a gente deu relevo à reprise da "cultura do compromisso" e ao apelo ao "bom senso" da troika porque supostamente estamos "a crescer". Poucos repararam - porque o PR disse que a coisa primeiro tem de passar pelo parlamento que, nesta matéria, ouviu hoje declarações inadmissíveis de deputados que pretenderam defender o indefensável - que, a propósito dos cortes ditos de convergência nas pensões em vigor, o Chefe de Estado usou o termo imposto extraordinário. Está tudo dito. E bem dito.

2 comentários

De João Vargas Moniz a 17.09.2013 às 10:07

A Sua Excelência o Presidente da República cabe igualmente bem o artigo com que Pachego Pereira agraciou no passado sábado S. Exª. um respeitável membro do Governo.
Trata-se de Excelências agraciadas. O que, a partir de hoje, passa a ter carácter retroactivo e irrevogável.
Et pour cause!

De PSC a 17.09.2013 às 14:38

E porque é que Sua Excelência não começa por dar o exemplo e dispensa 50 % dos funcionários do Palácio de Belém para ajudar á poupança das despesas do Estado? E obriga os outros (PM, etc.etc.etc.etc.) a fazer o mesmo. Dar o exemplo!
Agora, chorar-se por ficar sem 10% da sua pensão de reformado?! Tenha Vergonha e se não está satisfeito com o lugar que ocupa vá para casa criar galinhas e tratar dos netos. Os exemplos têm que vir de cima e nada de choradinhos de quem contribuiu e MUITO para a actual situação de calamidade em que estamos metidos.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor