Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A RÃ E O BOI

João Gonçalves 22 Mar 11

O PS socrático - nunca confundir com o PS - está em reunião tipo barricada kadhafiana. As declarações são cada vez mais patéticas e, de ministros a peões de brega estilo presidente da antiga FNAT, o redondo Ramalho (e o não menos redondo Ângelo arábico) na sicn, todos recordam o patusco porta-voz de Saddam aqui há uns anos atrás. Roça, aliás, a pornografia vir a público defender isto. Julgavam-se donos e insubstituíveis e, como tal, não deram "cavaco" a ninguém. Mas de donos e de insubstituíveis estão os cemitérios cheios. Agora parecem a rã e o boi. Paciência.

10 comentários

De Jorge Diniz a 22.03.2011 às 21:24

Paciência? Não!
Terão de pagar por todo o mal que fizeram ao País. Terão de serem responsabilizados, quer criminal quer civilmente. Não existem razões para permitir escapem impunemente.

De Daniel Santos a 22.03.2011 às 21:51

vamos ver... vamos ver o que por ai vem.

De Anónimo a 22.03.2011 às 22:05

Duas luminárias - o Vítor e o Ângelo, estão na SIC a pregar a solução para o Pacote: nao perder tempo a olhar para trás mas olhar apenas para a frente.

Quando sentirem o bafo no pescoço já será tarde. Digo eu.

De Cáustico a 22.03.2011 às 22:14

O descaramento de Vitor Ramalho a defender a permanência do Canalha, é por demais ridículo.

De Anónimo a 22.03.2011 às 22:25

O PS socrático é o PS.
Confundir os dois é bom caminho para acertarmos nas consequências.

Sócrates não é um extraterrestre. Sócrates é o PS. Tirando um ou outro socialista polido.
Sócrates também é uma boa parte do PSD, CDS, BE e PCP.
Sócrates é o reflexo de um País.

lucklucky

De v. a 22.03.2011 às 22:49

Aquele Victor Ramalho com a conversa do abismo... E o outro patusco a fingir que concordava com ele. Era mesmo bom se empurrasem os dois para abrir caminho.

De Domingos a 22.03.2011 às 22:51

lucklucky
Excelente o seu comentário.
Melhor que o post original em que se pretende separar o que é uno e indivisível.

De v. a 22.03.2011 às 23:04

errata: "empurrassem."

Será vergonhoso se aqueles tipos vierem a fazer um arranjinho com medo de um governo de gestão. Qual é o problema de um governo em serviços mínimos? A Bélgica tem um há quase um ano e ninguém nota a diferença (aliás, só prova que um governo é dispensável). O que é necessário é reduzir drasticamente o tempo entre a dissolução da Assembleia (efectiva ou disfarçada) e as eleições. Para que raio servem campanhas eleitorais que se arrastam 3 ou 4 meses? Basta criar uma adenda temporária à Constituição e podemos ir votar todos no fim do mês.

De Anónimo a 22.03.2011 às 23:07

Que rebentem. Só o recheio não será água.
Agora melhor mesmo é ler os relatos históricos do fim da 1ª República e sempre me poupa a ver a flagelação de ver os telejornais ou a serôdia porteira Fatinha dos Campos: é tudo igual e o dessenrolar dos acontecimentos idem, só mudam os nomes (e às vezes nem tanto assim).
De resto a fazer, no seguimento do comentador acima, mordam a almofada.
Merkwürdig

De Anónimo a 22.03.2011 às 23:43

Pergunta :
Porque é que na caça à raposa com cães ,esta escapa quase sempre ?
Resposta :
Porque tem mais a perder.
Tal como esta gente reles que rasga as vestes e arranca os cabelos implorando um acordo à 25ª hora que lhes salve os tachos .
R2D2

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor