Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

1 comentário

De A.N. a 09.04.2011 às 19:06

Resposta à pergunta do leitor Luis.
Eu tenho um colega de trabalho (socialista e antigo apoiante de Sócrates) que chamava o Medina Carreira de palhaço.
Não nos esqueçamos também que quem manda no universo do qual a SIC faz parte tem um papel destacado como representante Português no seio de uma organização que costuma se reunir uma vez por ano em resorts de luxo na Europa e na América do Norte. De resto, muito do que nos está (e esteve) a acontecer poderia ser explicado se as actas dessas reuniões de bons rapazes fossem publicadas na imprensa. Aliás, parece que um tal Passos Coelho já foi convidado para o encontro desses cavalheiros em Junho próximo na Suíça. Eu vou estar atendo à sua agenda nessa altura.
Agora mais a sério. Se bem me lembro, aquando da nossa entrada para a nossa desgraçada moeda única, diziam que se não cumpríssemos as regras orçamentais, poderiam vir de Bruxelas novos senhores que passariam a governar este país.
Se for assim, no fundo é uma boa notícia. Sempre será possível mostrar a todo o país, antes das eleições, a nossa ruína. E fazer com que o coveiro mor da nação siga o seu caminho até ao cadafalso.
A nossa "elite" dirigente vive na lua (Presidente da República incluído). Todos têm a sua cota parte na ruína em que transformaram este país. O lado bom poderá ser que, ao partir do zero, daqui a muitos anos possamos ser um país realmente civilizado, verdadeiramente europeu e com pessoas com dois palmos de testa. Ou então anexado à Espanha.
Ou muito me engano ou está para breve o 2º 25 de Abril.
P.S. Ao ouvir o menino de ouro a discursar, vem-me à memória o discurso do Dr. Goebbels em Berlim, após a trágica derrota Alemã de Estalinegrado, onde, perante uma plateia de lunáticos e acéfalos seguidores concidadãos, perguntava se estariam dispostos a seguir o seu amado Fueher até o fim, mesmo que isso significasse a destruição completa e irreversível da Alemanha (da qual eles iriam recuperar graças ao plano Marshall. Plano este que foi fundamental na resposta ao avanço comunista de Estaline na Europa). A oferta de Goebbels era a “Guerra Total - Guerra mais Curta”.
Procurem no youtube.
Infelizmente o nosso plano Marshall de 80 mil milhões de Euros não será tão generoso nas contrapartidas. Afinal já não há nenhuma ameaça comunista. Antes pelo contrário

Inserir comentário

De
(moderado)
Este blog tem comentários moderados.
(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres
captcha

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor