Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Brincando com o fogo

João Gonçalves 10 Ago 22

 

F4389A54-1318-481B-B002-92F249968D34.jpeg


Houve um incidente militar na Crimeia, junto ao mar. Apesar da ambiguidade do mesmo - Moscovo não explicou com precisão o que ocorreu ou deixou de ocorrer numa sua base -, o que pareceu (e o que parece, é) tratar-se foi de um ataque ucraniano através de equipamento adequado fornecido pelo "ocidente". Para efeitos correntes, a Federação Russa terá sido atacada, por interposto regime de Kiev, com material bélico presumivelmente de origem norte-americana. E mesmo que não tenha sido nada disto, e se se tivesse tratado, por exemplo, de uma explosão ocasional, subsiste todavia um facto. O facto consiste em que Zelensky afirmou hoje que a guerra só terminará quando o regime de Kiev recuperar a Crimeia. Esta incontinência verbal, já costumeira no homem, deverá ser analisada cuidadosamente em Moscovo. Putin não deve ter achado graça quer a isto, quer ao regresso assustado e apressado dos banhistas russos à pátria-mãe. Ao contrário da China, que andou em jogos de consola à volta de Taiwan, a Rússia está no terreno e em guerra, mesmo que o termo usado seja "operação militar especial". Ou muito me engano, ou a "operação" vai aquecer. E muito. Sempre compensa o frio que alguns irão rapar daqui a umas semanas quando "cortarem" no gás e na electricidade "europeias". 

O Balázio

João Gonçalves 10 Ago 22

 

2510E1CB-8637-452E-897D-A4C6971E3094.jpeg


Por amável convite do meu amigo José Paulo Fernandes Fafe, passei a escrever um pequeno parágrafo para o semanário "Tal&Qual" há uns meses. Intitula-se "O Balázio" e é coisa curta e grossa, precisamente o efeito que se deseja que um balázio produza. Quando de puxa de uma arma, não convém ignorar para que é que ela serve. Caso contrário, mais vale mantê-la no coldre. Fica, assim, aqui o de hoje. 

 

 

“Meditação na pastelaria”

João Gonçalves 10 Ago 22

"Agora que Zelensky vem com proposta semelhante para os cidadãos russos, secundado pela Estónia, Letónia e Finlândia, curiosamente, os corações democratas que deitaram lágrimas de sangue com o absurdo de Trump ou apoiam ou estão calados que nem ratos perante uma ideia que se esperaria saída de uma reunião de crianças da Primária ou da cabeça de uma Miss Mundo. Isto de ter memória e a Wikipédia à mão é lixado!"

 

A Ana Cristina Pereira Leonardo no seu "Meditação na Pastelaria"

 

https://wwwmeditacaonapastelaria.blogspot.com/2022/08/ainda-o-banimento-dos-russos-os.html?fbclid=IwAR0BkYTItGVYW9hG2xRNqzXO9tDRUDxqeJj5jT3SlvScDfUAm__ilONkh34&m=1&fs=e&s=cl

 

O “meio” e os outros

João Gonçalves 10 Ago 22

9EB6AD7C-1CE0-4029-8546-788D11857B13.jpeg


Não conheço Pedro Almeida Vieira a não ser daqui, dos blogues, de alguns livros dele e da sua actividade, descrita nomeadamente no Facebook, via um jornal online intitulado "Página Um". Entre outras coisas, suponho que PAV seja jornalista no sentido técnico, da "carteira". Em compensação, conheço demasiado bem a ERC cuja extinção há muito advogo. Parece que a ERC "condenou" um "cidadão" (este PAV) por a andar a chatear. O que confirma o que eu sempre disse e confirmei ao vivo. A ERC é uma "longa manus" do regime e, dentro deste, de quem manda circunstancialmente nele. Depois, a forma como o jornalismo oficioso e oficial se refere a estas coisas - relacionadas com pessoas que não são do "meio" - dá bem a noção do tipo de endogamia quase erótica que se pratica nos OCS e nas agências noticiosas. Até as putas são mais solidárias umas com as outras, caramba. 

 

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • O apartidário

    Por falar em discursos inconsequentes. No discurso...

  • marão

    INDUÇÃO CULTURA TUGA Gritem, esfolem-se, sofram e ...

  • O apartidário

    " A política vive num estado constante de conformi...

  • Anónimo

    Não vale a pena.

  • passante

    > acabaram as ideologiasSe acabassem não eram m...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor