Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

O ACORDO

João Gonçalves 27 Set 08


Anos a fio (trinta...), Luís Francisco Rebello - o nosso melhor especialista em "direito de autor" e grande estudioso da história do teatro - presidiu à Sociedade Portuguesa de Autores. Tratou-a, tipicamente, como se fosse dele. Saiu em 2003 e deixou à SPA uma gestão, no mínimo, discutível. Mesmo assim "processou-a". O Expresso conta que lhe propuseram um acordo que na altura recusou e que aceitou agora. Rebello largou o tribunal a troco de 19o mil euros de indemnização e com uma "tença" mensal vitalícia de 3 mil euros. Se calhar, e em apenas cinco anos, a SPA passou a nadar em dinheiro para chegar a este acordo. Ou, em alternativa, Rebello não "geriu" assim tão mal nem tão "familiarmente" a instituição. Seja lá o que for, estão muito bem uns para os outros: Rebello, José Jorge Letria e Manuel Freire, estes dois da actual direcção. Afinal, sempre são três emblemáticas "conquistas de Abril". Rebello foi "compagnon de route" do PC após o "glorioso" evento. Mais recentemente, numa peça de teatro que tinha enfiada no armário, revelou-se muito "aberto" em matéria de costumes. Pertence à redonda classe dos insubstituíveis que pulula um pouco por todos os sectores da vida pública portuguesa. O regime trata-os bem e eles nunca o desiludem. Que goze muito.

EXACTAMENTE

João Gonçalves 27 Set 08

«Obama, nos debates não tem o fôlego dos maratonistas. É muito melhor a falar sozinho.»

Tomás Vasques

Tags

AS CASINHAS

João Gonçalves 27 Set 08


Segundo o Expresso, a Câmara Municipal de Lisboa anda há trinta anos a distribuir, pelo menos, três mil e duzentas casas por "cunha". Desde "conhecidos" a anónimos, os sucessivos responsáveis a vários níveis pela autarquia, por iniciativa própria ou a "pedido de várias famílias", foram cedendo casas para arrendamentos a valores simbólicos aos referidos "conhecidos" ou anónimos. Criaram-se "situações de facto" que ninguém domina. Se o "estudo" - que a CML pediu mas que não tem dinheiro para pagar - se estender a outras autarquias (essa extraordinária "conquista de Abril") talvez se encontrem mais "casinhas" nas mesmas circunstâncias. Trinta anos de promiscuidade com o betão é muito tempo e é muita gente. Por estas e por outras, é que eu sou um centralista como, para estar bem acompanhado, a Maria Filomena Mónica.

PAUL NEWMAN (1925-2008)

João Gonçalves 27 Set 08



Cena de Cat on hot tin roof, o filme baseado na peça homónima de Tennessee Williams. Com Elizabeth Taylor. Cada vez sobram menos e belos como eles.

A BRANCA PAIXÃO

João Gonçalves 27 Set 08

Qual cisma, Eduardo. Isso quer dizer que "grandes" líderes e proto-líderes mundiais como o sr. Chávez e o sr. Obama partilham com o nosso "querido líder"*a mesma branca paixão tecnológica. E branca com a mesma conotação que dá ao termo Eduardo Lourenço a propósito da sexualidade de Fernando Pessoa. Nada de confusões.

*«Uma das características deste Governo é um grande deslumbramento tecnológico que tem muito a ver com o primeiro-ministro, um típico tecnocrata, mais autodidacta do que com uma formação profissional sólida, e que por isso "gosta" de gadgets e não sabe viver sem eles. Mais: está convencido de que são os gadgets que mudam as pessoas, numa visão tecnocrática típica, sem perceber que o modo como as pessoas os usam pode ou não ser vantajoso conforme as literacias prévias que possuam.» (José Pacheco Pereira, Público)

DIA DO POVO

João Gonçalves 27 Set 08


Hoje é dia de encherem a cabeça dos incréus com o "derby". E de me encherem as ruas, à volta de casa, de idiotas. Como dizia a caricatura do dr. Jorge Coelho na "contra-informação", é preciso dar ao povo o que o povo gosta. Depois eu é que sou "salazarista".

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor