Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A SOLUÇÃO "REMEDIATIVA"

João Gonçalves 23 Ago 08

O "caderno principal" do Expresso - o Expresso todo - vale quase exclusivamente por causa de José Cutileiro. O resto é ilegível ou percorre-se com rapidez e esquece-se ainda mais depressa. Isto, por exemplo, é puro esterco. No entanto, um texto da jornalista Carla Tomás chamou-me a atenção. Um rapaz de uma escola secundária de Odivelas, com quinze anos, "passou" para o 7º ano de escolaridade (o antigo 1º ano do liceu) "chumbado" a oito das nove disciplinas, sendo que a única em que obteve positiva foi a educação física. Porquê isto? Porque o "sistema" a que a prof.ª Lurdes Rodrigues preside quer à viva força "reduzir as repetências". O matulão de quinze anos (com essa idade devia estar, pelo menos, no 10º) "aguarda" a entrada numa coisa apelidada de "curso de educação-formação" onde, de acordo com os "especialistas" da escola e do regime, "poderá adquirir conhecimentos técnicos que lhe servirão para a vida, e só passou nessa condição." Porém, como escreve a jornalista, nada disto está garantido. Para mal dela, foi ouvir o sr. Valter Lemos, o inexplicável secretário de Estado. Para Lemos, esta é uma "solução remediativa" (sic) e que permite "inserir" estas criaturas na sociedade através de "percursos curriculares alternativos". Presumo que estes "percursos" incluam, a médio prazo, assaltos a bancos e a gasolineiras se o "sistema" se esgotar, ou se revelar impotente, e os meninos se fartarem definitivamente dele. Isto seria cómico se não fosse trágico. E é revelador de um país que passa inteiramente ao lado da esquerda comentadeira e urbana, mais preocupada com tretas "fracturantes" do que com a realidade. Nunca li uma linha desta gente urbano-depressiva e pequeno-burguesa acerca da qualificação. Estão ocupados em demasia a observar o que se passa (ou não) por baixo dos seus enormes umbigos e em "regular" a vida dos outros pelo mesmo "padrão". Entretanto as "soluções remediativas" de criaturas intelectualmente estéreis como o sr. Valter vão fazendo o seu caminho sob o silêncio cúmplice destes "progressistas" de sofá. Se as elites são periféricas, o que é que se pode esperar do resto do país?

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor