Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

QUANDO O FERRO NOS TOCA NA GARGANTA

João Gonçalves 14 Jul 08


Querem um bom escritor "contemporâneo" e um bom livro? J.M. Coetzee e Disgrace (Desgraça, tradução na Dom Quixote), relido por causa disto: «O moinho das bisbilhotices, pensa, trabalhando noite e dia, moendo reputações. A comunidade dos virtuosos, à conversa pelas esquinas, ao telefone, à porta fechada. Murmúrios exaltantes. Schadenfreude. Primeiro a sentença, depois o julgamento.» E disto: «O seu prazer em viver foi apagado. Tal como uma folha na corrente do rio, tal como uma bufa-de-lobo na aragem, ele começou a caminhar em direcção ao fim. Compreende-o muito bem e isso enche-o de (a palavra não o larga) desespero. O sangue da vida está a abandonar o seu corpo e o desespero a tomar o seu lugar, desespero esse que é como um gás, sem odor, sem sabor, sem sustento. Inspira-se, os membros relaxam, perde-se o interesse, mesmo quando o ferro nos toca na garganta.» Fim de citação.

«SEGURANÇA»

João Gonçalves 14 Jul 08

Rui Pereira, uma "sombra" de ministro da administração interna, continua a "garantir" segurança ao país. Pereira, cada vez que fala da "segurança", deve estar a pensar exclusivamente no agente da PSP que "guarda" o seu domicílio. Nada mais. Sucede que toda esta confusão "multicultural" começou no tempo de Guterres e, pelos vistos, continua com "programas" e "equipas de projecto étnicas" entretidas em conversetas com as "autoridades" e das "autoridades" com elas. A realidade, contudo, prossegue impiedosamente sem ligar muito ao conceito de "segurança" do ministro ou a estas "comissões" de natureza mística. Os agentes - sugestionados pelos tiros da "multiculturalidade" que não conseguem conter - perseguiram, noutra zona, um tipo que levava a mulher ao hospital. A mulher morreu com um ataque cardíaco enquanto os agentes cumpriam o ritual "operacional". A bola está a rolar devidamente.

Adenda: A ideia do jardim "convivial" do pequeno Vitorino é digna do canal Panda e imprópria de um mitológico ex-comissário europeu.

14 DE JULHO

João Gonçalves 14 Jul 08



Um país a sério e não uma permanente "feira do relógio."

Tags

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor