Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A TAXA

João Gonçalves 10 Jul 08

Numa primeira reacção à "taxa", um senhor que representa as petrolíferas já avisou que há que repercutir a dita "taxa" nos "produtos" oferecidos. Dito de outra forma, a "taxa" engorda a receita e não alivia os consumidores. O anunciado "desvio" dessa receita para o "social" tem o mesmo problema da "emergência" da dra. Ferreira Leite. Não existem receitas consignadas. Tudo o que se disser nesta matéria é pura propaganda e bolsos continuadamente vazios.

O PASSE

João Gonçalves 10 Jul 08

Sócrates, desta vez, trazia na manga um "passe escolar". E uma "taxa" sobre os lucros das petrolíferas. E, finalmente, o tradicional regresso ao passado que ainda nos levará, de novo, aos "quarenta e oito anos de fascismo". Numa coisa, porém, Sócrates tem razão. É no passe. Portugal caminha a passo estugado para o "estado lupanar". O "estado" digno de uma casa de passe. E das mais ordinárias.

Tags

O ESTADO QUE A NAÇÃO MERECE

João Gonçalves 10 Jul 08

Com escreve um leitor num comentário, o país precisa de mais "medinas" e de menos "júdices". E há tantos nos blogues, nas televisões e nos jornais. São o melhor "escudo" do regime mesmo quando julgam que "julgam". Este "reino da Dinamarca" está podre mas, como os gaseados, estes "fazedores" da opinião conveniente não reparam que estão a ser intoxicados. Outros, a maioria, reparam e agradecem. A nação, afinal, está no estado que merece.

ESTADO (DEMENTE) DA NAÇÃO - 3

João Gonçalves 10 Jul 08

«Apesar do progresso, do acesso à Educação e à Saúde, das infra-estruturas construídas e da melhoria das condições de vida da população, o país encontra-se à beira do precipício. Os sacrifícios, pedidos por todos os Governos, desaguam inevitavelmente em mais sacrifícios: continuamos a divergir da Europa, com um crescimento económico que, mesmo antes da crise internacional ser decretada pelo Governo, não chegava a 1,5 por cento do PIB. Com uma agricultura destruída, uma indústria incipiente e uma classe empresarial que não se distingue pela sua capacidade empreendedora, Portugal vive hoje a ressaca de todos esses amanhãs que cantavam ao som do consumo desbragado e dos vários "choques" que nos iriam abrir as portas do desenvolvimento. O rosário ou a "lengalenga" estende-se a quase todos os domínios: à Saúde, à Justiça ou à Educação, essa grande aposta da democracia, que nos atira para a cauda da Europa, com uma taxa elevadíssima de abandono escolar (perto de vinte por cento) e com um défice de formação que se reflecte na competitividade das empresas e dos produtos nacionais. Paralelamente, o país "descobriu" agora os valores assustadores da pobreza (perto de 20 por cento da população) que já existiam muito antes de serem "descobertos": infelizmente, a pobreza é um fenómeno persistente em Portugal, com tendência a agravar-se, nos próximos tempos, graças à subida do petróleo e ao aumento dos bens alimentares. Em matéria de desigualdade somos um país recordista, com um fosso cada vez mais profundo entre os mais ricos e os mais pobres. O envelhecimento da população, que caracteriza as sociedades ocidentais, atinge em Portugal níveis assustadores. De acordo com dados do Eurostat, em 2050, as pessoas com mais de 65 anos representarão mais de trinta por cento da população portuguesa. Não se vê como é que poderá haver capacidade orçamental que suporte este aumento assustador das necessidades. Mas, aparentemente, há quem veja. Embora o estudo apresentado por Rui Ramos e pelo Compromisso Portugal não seja propriamente pródigo em propostas ou soluções. E, na ausência destas, talvez seja preferível a "lengalenga" dos epígonos de Oliveira Martins à hipotética apresentação de alternativas que ninguém consegue detectar.»

Constança Cunha e Sá, in Público

ESTADO (DEMENTE) DA NAÇÃO - 2

João Gonçalves 10 Jul 08

A "casa da democracia" recebe hoje o 1º ministro que vai palestrar sobre a crise internacional. Sócrates imagina-se uma bomba de gasolina. Como ela, não tem culpa.

Tags

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor