Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

POLUIÇÕES

João Gonçalves 22 Mai 08

O dr. Costa, presidente da CML e "nº 2" do PS até mais ver, disse na Quadratura do Círculo que isto dos combustíveis é coisa do "mercado" e que o governo já "respondeu", congelando o eventual aumento dos passes sociais (só em Lisboa), o que prodigaliza, acha ele, uma dupla vantagem. Por um lado, melhora o "ambiente" e, por outro, "leva" a que as pessoas recorram mais aos transportes públicos. O dr. Costa podia começar por dar o duplo exemplo. Evitava usar os potentes carros da Câmara para vir de Sintra e andar em Lisboa, trocando-os pela CP, pela Carris e pelo Metro. E ficava calado para não poluir ainda mais o ambiente.

A EXPO PERMANENTE - 2

João Gonçalves 22 Mai 08


Cada vez que vejo o Mega Ferreira, o sempre-em-pé Mega do regime, o Mega-César tão bem definido por Suetónio, ou o seu ersatz governador do Parque das Nações, apetece-me vomitar. O lixo humano causa-me azia.

DO EMBRUTECIMENTO

João Gonçalves 22 Mai 08


Morreu mais uma pessoa assassinada no Bairro Alto. Quando saí do São Carlos, ontem à noite, percebi que as hordas se dirigiam - como manda a liturgia das vésperas de feriados, das sextas e dos sábados à noite - para as ruas estreitas de um Bairro onde já só se finge a alegria. Os que lá moram, há muito que deixaram de se incomodar com o ruído. Mesmo que o barulho seja o tiro de uma pistola. Se não for uma pistola, é uma faca ou uma garrafa partida. Chamam a isto divertimento. Eu chamo-lhe embrutecimento. Como não levo o carro para a Baixa, voltei a casa de metro e, depois, de autocarro. A Carris, a partir de determinada hora, "corta" os autocarros que, ou não existem, ou ficam a meio do caminho. A "noite" tornou-se infrequentável. No autocarro vinha um sujeito aos berros. Um louco, diriam os restantes passageiros. Pelo contrário, deu-me ideia que era o único lúcido no meio de abúlicos apalermados. O senhor perguntava: "vivam os sócios da selecção, você já é sócio da selecção?" E continuava. "Aumenta o pão, o leite, a gasolina, mas o que você quer é ser sócio da selecção." A sério, não é isso que V. quer? Ser voluntariamente embrutecido, morto de vida intelectual, sem necessidade de tiros ou armas brancas?

A EXPO PERMANENTE

João Gonçalves 22 Mai 08


Para "aliviar" vagamente da selecção, o regime "comemora" os dez anos da Expo. Uns dias antes da coisa abrir, a Maria Filomena Mónica, na Gulbenkian, num colóquio sobre "Europa e Cultura", disse o essencial sobre o "evento" para grande incómodo de muitos dos presentes: circo para o povo. A "lógica" dos "eventos democráticos" continua nas suas formas mais absurdas e alienantes. Espero que a selecção perca rapidamente nos primeiros jogos e volte para casa, indo os jogadores às suas vidinhas frívolas pagas a preço de ouro. Um povo que aceita a presente canga dos combustíveis e que, pelo contrário, continua a encher depósitos e a falar para as televisões em "indignação" e "pouca vergonha" como se estivesse a comer bolachas Maria à espera do próximo jogo, é um povo que merece tudo o que lhe acontece. Circo. É só mesmo do que precisa e que se lhe deve dar. Viva a Expo permanente.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor