Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

CAVACO E A JUVENTUDE

João Gonçalves 12 Mai 08


O Doutor Cavaco Silva convidou trinta "jovens" para Belém. O objectivo consistia em discutir a "juventude e a política". Foram os do costume, em mais "novo". Dos partidos, das "associações", do "conselho nacional de juventude". Muito patrioticamente parece que os jovens não gostam da política. Segundo o famoso estudo da Católica, apresentado pelo Pedro Magalhães, sessenta e cinco por cento dos interrogados "interessam-se pouco" pela política. Pelo contrário, Cavaco "interessa-se" por que eles se "interessem" uma vez que, como lhes explicou, «contactou com milhares de jovens, enquanto Primeiro-Ministro, Presidente da República e como professor universitário», considerando «o interesse da juventude nos assuntos políticos e cívicos de "muita relevância" para o futuro do país.» Cavaco não é homem para ter dito isto e rir-se de seguida. Devia. Com os exemplos que temos, alguns dos quais ele ajudou a florescer - veja-se a presente trapalhada no PSD ou o magnífico Durão Barroso - e outros - a ficção "socrática"- a manter, é difícil sugerir à juventude que atribua um módico de "relevância" à coisa pública. E, muito menos, através do bando que o foi ouvir, presumivelmente cheio dos vícios do regime. Eles que leiam filosofia que aprendem mais.

A MINHA "AGENDA"

João Gonçalves 12 Mai 08


Um leitor acusa-me de ser inconsistente, parvo e de "ter uma agenda" nesta coisa do PSD. Presumo que é por eu não acompanhar a aventura da dra. Leite. Para seu esclarecimento, "acompanhei" a dra. Ferreira Leite quando foi presidente da distrital de Lisboa num remoto lugar na assembleia metropolitana (AML, acho que era assim que se chamava). Fui a uma única reunião - quando Marcelo saiu - e jurei para nunca mais. Nunca achei particular "brilho" político à dra. Leite, embora lhe reconheça qualidades que me agradam no mando. A chefia do grupo parlamentar e as hesitações fatais nas vésperas da eleição directa que escolheu Menezes chegaram para perceber que as qualidades não superam as falhas. Politicamente, Manuela Ferreira Leite nem sequer chega a ser um mito. De resto, não tenho agenda para isto porque deixei de ser militante em 2004. Como escrevi, só regressaria através do PSD-Madeira. Se isto for uma agenda...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor