Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

OS "MÍNIMOS" E A "OBRIGAÇÃO MORAL"

João Gonçalves 20 Abr 08


Marcelo presume que vai aparecer alguém que preencha os "mínimos". Traduzido em "marcelês", isto quer dizer alguém que perca com "dignidade", em 2009, para um Sócrates sem maioria. Aí, e perante uma legislatura de horizontes precários, talvez surja uma "obrigação moral". Entre os "mínimos" anunciados, o PSD afunda-se mansamente. Quer maior "obrigação moral" do que esta?

CAVACO, O RESIGNADO?

João Gonçalves 20 Abr 08



«Sócrates falhou. A economia encolhe. A "consolidação financeira", uma espécie de utopia indígena, está comprometida. E o mundo, em crise, não ajuda. De resto, o reformismo acabou. O "monstro" continua alegremente como era. A saúde não se recomenda. E o ensino treme. As reuniões de quinta-feira entre o dr. Cavaco e o primeiro-ministro devem ter hoje um ar de enterro. Se alguém lesse agora ao dr. Cavaco o discurso de candidatura, ele com certeza desatava a chorar. Prometeu, jurou, gritou que "não se resignava" e só lhe resta a resignação: o pântano de Sócrates, se as coisas por milagre ficarem por aí. E tudo isto sem contar com o PSD. A demissão do dr. Menezes (verdadeira ou falsa, temporariamente verdadeira ou temporariamente falsa: com ele nunca se sabe) não é uma querela doméstica vulgar, põe em risco a própria existência do partido e, pondo em risco a existência do partido, põe em risco a existência do regime. Queira ou não queira, Cavaco precisa de garantir uma sucessão aceitável. É ele o árbitro; até porque não há outro. Infelizmente, o árbitro é também o bode expiatório. Cavaco vai sair deste sarilho com meio PSD contra ele e responsável pela tropa fandanga que apoiar ou se julgar que apoiou. Uma situação pouco invejável. Se anda de facto radiante em Belém, anda muito enganado: entre o descalabro do PS e a guerra civil do PSD, ninguém já o salva de um grande desastre.»

Vasco Pulido Valente, in Público

Tags

A "SUPERIORIDADE" CONTINENTAL

João Gonçalves 20 Abr 08


A visita de Cavaco à Madeira - apesar dos incidentes "protocolares" que a antecederam, do mau gosto de ter recebido os partidos no hotel e de ter inaugurado outro no Porto Santo como Fidel fazia em Cuba - valeu porventura mais por aquilo que o presidente transmitiu em privado do que pelo que o folclore habitual evidenciou. A prova disso está neste "convite", impensável há uns dias atrás. Jardim não é exactamente o bisonte que as crónicas dos jornais descrevem, nem os madeirenses os atrasados mentais que elas pressupõem. Aliás, entre o "estilo" dele e a miséria embotada e servil que reina um pouco por todo o "continente", não hesito.

HOPE AGAINST ALL HOPE

João Gonçalves 20 Abr 08

Papa Bento XVI, esta manhã, no World Trade Center, em Nova Iorque.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor