Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

RODRIGUES MAXIMIANO

João Gonçalves 16 Mar 08

Faleceu o procurador geral adjunto jubilado António Henrique Rodrigues Maximiano. Tive o privilégio de colaborar com ele na Inspecção Geral da Administração Interna, entre 1997 e 2001. Mais do que o "chefe" ou o "dirigente", perco um amigo. Maximiano era um homem que amava profundamente a vida. Mesmo na doença - que me descreveu com tranquilidade num passeio pela Praia da Maçãs há menos de um ano - Maximiano manteve indemne essa paixão. Devo-lhe, apesar de algumas naturais divergências de circunstância, os melhores anos da minha vida profissional e a gratidão de com ele ter colaborado nos primeiros e fabulosos anos da construção da IGAI. Rodrigues Maximiano pôs de pé uma estrutura do Estado português responsável, entre outras coisas, pelo controlo da actividade policial e pela salvaguarda dos direitos de cidadania. A IGAI - agora que tanto se fala da "reforma da administração pública" - foi um bom exemplo de como um organismo público pode simultaneamente servir com inteligência, eficácia e sentido de oportunidade os cidadãos e funcionar de uma forma flexível, aberta, criteriosa, "não sovietizada" e não burocratizada. Na prática, a IGAI acabou quando Maximiano se aposentou. Infelizmente, a vida que ele tanto prezava foi-lhe madrasta e não lhe permitiu gozar, livre do peso do quotidiano, o esplendor que dela sempre soube retirar, fosse num restaurante, num museu, numa viagem de trabalho ou num concerto da Tita, a filha da sua mulher Cândida. Foi justamente num concerto da Tita, no Estoril, que o vi naquela que se pressentia ser a última vez.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor