Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

O PLANETA ANÃO

João Gonçalves 24 Ago 06


O ano passado, por esta altura e a instâncias de uma amiga que foi "muito bem servida", deu-me para consultar um "bruxo" rendido à "numerologia" e ao computador. Traçou-me a "carta astrológica" e, no fundamental, prometeu-me infelicidade para os próximos três anos (um já passou). Tal prognóstico, explicou-me ele, devia-se à irritante presença de Plutão numa "casa" qualquer. E - continuou -carregar com o "peso" do dito Plutão naquela específica "casa" - da qual ele só tenciona sair daqui a dois anos - tem aquela miserável consequência. Agora, a autoridade científica competente, retirou Plutão do sistema solar e reduziu-o à categoria de "planeta anão". Bem feito. Estou esperançado que, com esta desconsideração, Plutão saia da tal "casa" e me deixe, finalmente, em paz.

FOGO QUE ARDE SEM SE VER

João Gonçalves 24 Ago 06


No regresso a casa, ouço que cerca de trezentos pastores do Parque Natural Peneda-Gerês estão "de tanga" e preocupados com o que hão-de dar de comer aos animais. Isto acontece porque, no já célebre dia 12 de Agosto - dia em que a RTP, ao fim de trinta e tal minutos de "notícias", se lembrou de um incêndio em Arcos de Valdevez e dedicou uns vagos dois minutos ao assunto - ardeu uma área substancial do referido Parque que o "serviço público de televisão" quase que "apagou" para, supôe-se, não tentar os pirómanos e poupar os espectadores à sevícia. Sucede que a realidade tem infinitamente mais força que o infeliz sr. Luís Marinho. E começa lentamente a emergir. Tal como a televisão que dirige, enquanto director de informação, "apagou" este incêndio, talvez esteja na hora de "apagar" o sr. Marinho da RTP.

A ESCOLHA

João Gonçalves 24 Ago 06


O dr. Ribeiro e Castro, que passa por ser o líder do CDS/PP - até o improvável dr. Manuel Monteiro lhe quer "comer" o PP -, pretende ser "ouvido" na escolha do futuro Procurador-Geral da República. Não acho mal. Podiam seguir-se o PC, o BE, os falsos "Verdes" e a minha empregada. Acentuava a natureza verdadeiramente política do escrutínio e acabava-se de vez com o mito corporativo da "magistratura independente" do Ministério Público. Assim como assim, quer este procurador-geral, quer o que o antecedeu, não fizeram outra coisa, por linhas retorcidas, senão quase exclusivamente política. Não sei se lembram, mas Cunha Rodrigues chegou mesmo a sonhar com Belém. É bom, pois, que, de futuro, haja distinções. Quem administra a Justiça e deve ser independente, são os tribunais. Quem representa o Estado e os "desvalidos", é o Ministério Público. Quem manda, é o poder político democrático, por mais mau que seja. O grau de sofisticação de uma democracia mede-se, entre outros aspectos, pela qualidade da sua justiça e dos seus operadores judiciários. O regime já provou que, nesta matéria, é pouco mais que desgraçado. Não se agrave, pois, em Outubro, a desgraça.

GRANDES FRASES

João Gonçalves 24 Ago 06


"As dactilógrafas declaravam que ele dormia com o sorriso e que o lavava à mão nos fins-de-semana."

John Le Carré, "O venerável espião" (The Honourable Schoolboy)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor