Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A ESTIRPE

João Gonçalves 15 Ago 06

É isso mesmo. O homem quer vender oportunamente, e bem, a sua anunciada auto-biografia onde conta o que ele - e mais não sei quantos milhões de adolescentes da idade dele - andavam a fazer, nessa altura, na Alemanha. É claro que Grass é da estirpe do nosso Saramago, por acaso também "nobilizado". Com uma importante diferença. Quando Saramago saneava a fio no Diário de Notícias e escrevia ardentes editoriais em defesa da "revolução bolchevique" em Lisboa, já tinha mais do que idade para ter juízo. Tal como ainda mais idade tinha quando decidiu banir das sucessivas reedições dos seus livrinhos as dedicatórias que tinha escrito para a Isabel da Nóbrega, que tratou miseravelmente por causa da jornalista espanhola. Com escritores "moralistas" desta estirpe, vou ali e já venho.

AO MENOS CORRE

João Gonçalves 15 Ago 06


É feriado. Como uma desgraça nunca vem só, estamos a meio de Agosto e o dia apresenta-se sorumbático como convém aos dias "santos". Um momento ideal para dizer duas palavrinhas sobre a "direita". O charme discreto do engº Sócrates, passeado com elegância e destreza por tudo o que é "calçadão" por esse mundo fora, mete as duas figuras da "direita", o dr. Mendes e o dr. Castro, entretanto desaparecidas, numa chanata de praia. Eles próprios, aliás, tendem a confundir-se com aqueles vendedores de "bolas de Berlim" e de "línguas da sogra" que deambulam pela areia aos berros. Não exactamente por berrarem, mas porque ninguém os ouve nem lhes compra nada. E aí termina a comparação. Quanto ao prof. Cavaco, foi apenas avistado a sair de um comboio em Albufeira e de um concerto de Joaquim Cortés, algures no Algarve. Dizem que anda a preparar com o governo uma "força" - não me estou a rir - para acompanhar a de "interposição" que a amável ONU vai pôr à disposição do Líbano. Ou seja, o país está desprovido da "direita". Está manco. Nem o prof. Marcelo já conta, dada a sua indeclinável vocação para a pura pantomina. Eu, que não me considero de "esquerda", cada vez mais gosto do estilo nonchalance do engenheiro corredor. Tal como o país, ele corre porventura para lado nenhum. Mas ao menos corre.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor