Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

IL TROVATORE

João Gonçalves 9 Jul 06


Lá fora está uma fabulosa lua cheia. Não há vento. Noite ideal para ouvir a exclusivamente nocturna ópera de Verdi, Il Trovatore. O argumento é patético e inverosímil. Mas a música...

Sugestões: Na RCA, com Domingo, Price, Cossotto, Milnes, dirigidos por Zubin Mehta; na DG, com Bergonzi, Stella, Cossotto, Bastianini, dirigidos por Tullio Serafin; também na DG, Domingo, Plowright, Fassbaender, Zancanaro, dirigidos por Carlo Maria Giulini, na EMI, Di Stefano, Callas, Barbieri, Panerai, dirigidos por Herbert von Karajan.

GUARDAR SILÊNCIO

João Gonçalves 9 Jul 06

Na Guarda, morreram seis pessoas no combate a um incêndio. O dr. Costa foi para lá com o seu ajudante Ascenso Simões, reputado especialista nacional em fogos. Espero que, desta vez, Ascenso tenha sido aconselhado para não voltar à "teoria do conta-contas e da lareira". Como explicava o filósofo austríaco, sobre o que não sabemos, o melhor é guardar silêncio.

SHOW BUSINESS -2

João Gonçalves 9 Jul 06

Os jornais - hoje é o Público- insistem em crucificar Ana Pereira Caldas, a directora da Companhia Nacional de Bailado, por causa disto. Convinha, no entanto, que lessem na íntegra as sessenta e tal páginas da auditoria e "somassem um mais um". A menos que alguém ande a encomendar alguma coisa, o que é, aliás, trivial. Vamos ver até que ponto, na nova entidade que vai gerir a Companhia Nacional de Bailado e o Teatro Nacional de São Carlos, o "crime", salvo seja, compensa. Depois falamos.

ÁMEN

João Gonçalves 9 Jul 06

As três televisões generalistas estão a dar a chegada da selecção como se se tratasse da vinda do Papa. Ratzinger pode dispensar-se de cá vir. A fé está garantida pelas pernas de duas dezenas de homens comuns que dão chutos em bolas. Ámen.

DEUS COM TODOS

João Gonçalves 9 Jul 06

O Papa esteve vinte e seis horas em Espanha, o tempo suficiente para, repetidamente, "lembrar" que o matrimónio é coisa exclusiva entre homem e mulher. Ratzinger não é tolo. Por isso sabe que, não só o conceito tradicional de casamento tem uma ou mais interpretações laicas, como está ciente da sua "crise". A indissolubilidade prometida nos altares, cada vez mais acaba desfeita dentro de portas. E a Igreja, por mais que se esprema, não entra lá dentro. Como se isto não bastasse, a Espanha legal deixou de se referir ao casamento e respectivas sequelas como um contrato entre pessoas de sexo diverso. Agora, é um mero convénio entre pessoas. Ponto. Devia a Igreja "abençoar" estes "novos tempos"? Não me parece. Se o fizesse, comprometia séculos e séculos de doutrinação e acabava, de vez, consigo própria. Ratzinger, mais frio e distante do que o seu antecessor, mas nem por isso menos atento, limita-se justamente a preservar o essencial. Não ignora que, no meio do milhão de pessoas que o escutava em Valência e dos restantes milhões pela televisão, estavam muitos que abraçam fervorosamente a mesma fé e que praticam exactamente o contrário do que ele prega. As "muitas moradas na Casa do Senhor" - esse "caminho" que não é único - estão abertas, como sempre estiveram. O Papa limitou-se a cumprir a sua missão e foi-se embora. Tão satisfeito como os que ficaram. Cada um na sua. E Deus, à mesma, com todos.

ORGULHOSAMENTE NÓS

João Gonçalves 9 Jul 06

Um avião adquirido há poucos dias para combater incêndios, supostamente do mais moderno que por aí voa, provocou um mini-incêndio na primeira tentativa para arribar, o que obrigou à intervenção de cem bombeiros. Um cidadão de Mirandela foi condenado a oito anos de cadeia porque, em Abril de 2005, lhe deu para prender a mulher, nua e sem comida, a um tanque. Consta que também tratava os filhos a tiro. A arqueologia mais sofisticada pretende saber se Afonso, o Conquistador, era gigante ou um trivial "homem médio" português, e se o mítico Sebastião jaz efectivamente na pátria, em vez de pairar permanentemente sobre ela. Os cónegos da bola, capitaneados pelo vigário da "auto-estima" nacional, o prof. Marcelo Rebelo de Sousa, queriam receber a selecção como a nova padroeira da pátria, dado o iminente vexame que ameaça o referido D. Sebastião. Sócrates, o dr. Lino e o prof. Correia, do Ambiente, anunciam, com bonecos virtuais e "powerpoint", "placas giratórias" para qualquer coisa, para daqui a alguns anos. Com ou sem Sebastião, continuamos nós. Orgulhosamente nós.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor