Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

O REMORSO

João Gonçalves 14 Jun 06


A Carla lembra que, há vinte anos, desaparecia Jorge Luis Borges. Volto sempre a este poema. Penso que jamais sairei dele.

He cometido el peor de los pecados
que un hombre puede cometer. No he sido
feliz. Que los glaciares del olvido
me arrastren y me pierdan, despiadados.

Mis padres me engendraron para el juego
arriesgado y hermoso de la vida,
para la tierra, el agua, el aire, el fuego.
Los defraudé. No fui feliz. Cumplida

no fue su joven voluntad. Mi mente
se aplicó a las simétricas porfías
del arte, que entreteje naderías.

Me legaron valor. No fui valiente.
No me abandona. Siempre está a mi lado
La sombra de haber sido un desdichado.

PARTE DE NÓS

João Gonçalves 14 Jun 06


"A esperança é uma coisa má. Significa que se não é o que se deseja ser. Significa que parte de nós está morta, se não estivermos inteiramente mortos. Significa que nos alimentamos de ilusões. É uma espécie de blenorragia espiritual, devo dizer."

Henry Miller

A SRA. D. HELENA

João Gonçalves 14 Jun 06

Pelo Jorge Ferreira fico a saber que a sra. D. Helena Lopes da Costa, uma ilustre cacique lisboeta do PSD, acusa o presidente da respectiva distrital de não ter "iniciativa política", de não tomar "posição sobre nada" e que a distrital só "serve para organizar uns jantares" e para "agência de empregos". O presidente é António Preto e, se a memória me não falha, ainda há três, quatro anos, a então vereadora da CML era o verdadeiro braço direito de Preto na distrital. Foi assim, aliás, que me foi apresentada por Preto nessa altura. E na Câmara distinguia-se pelo número absolutamente extraordinário de assessores que com ela "trabalhavam": um batalhão fremente de "laranjinhas" devotos. Ou seja, a sra. D. Helena "era" a própria "agência de empregos", nem mais nem menos do que o será eventualmente António Preto. Antes de ser removida da CML por Carmona Rodrigues, a sra. D. Helena chegou a ser vice-presidente do PSD nos "tempos" de Santana Lopes. Começou em Algés, ao lado de Isaltino. Depois "saltou" de Oeiras para Lisboa. Agora surge, sem se rir, como a virgem justiceira da honra partidária. Quem não a conhecer que a compre.

MUMIFICAÇÃO SINDICAL

João Gonçalves 14 Jun 06


Chego a casa, no meio desta invernia estival, e dou logo de caras com o sr. Paulo Sucena na televisão. Ele e os seus colegas amestrados da FENPROF estão à frente do ministério da Educação para soltarem as habituais ordinarices contra a ministra, a saber, "mentirosa" e "para a rua". O sr. Sucena - uma verdadeira estátua ambulante do sindicalismo docente que muito pouco já deve ter de professor - estava contentinho com a "adesão" e "acusou" a ministra de "dinamitar" qualquer coisa. Cada vez que pessoas como o sr. Sucena aparecem, a "causa" descredibiliza-se um pouco mais do que já está e os "meninos" das escolas aplaudem. Não haverá ninguém que lhes explique?

"SEPARAR OS MIOLOS"

João Gonçalves 14 Jun 06


"Proust, no seu clássico afastamento da vida, é o próprio símbolo do artista moderno - o gigante doente que se encerra numa cela revestida de cortiça para separar os seus miolos". Grande frase de Henry Miller. Como vivemos num tempo em que já não existem Millers e Prousts (Proust "existiu" realmente?), esta frase deve fazer confusão nas cabeças formatadas que por aí andam. "Afastamento da vida?", "gigante doente"?, "separar os miolos"? Como podem se não os têm?

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor