Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A "ÉTICA REPUBLICANA"

João Gonçalves 27 Abr 06

Entre o dia 12 de Abril, passando pelo 25, nenhum alto ou menos alto dignitário do regime se lembrou de invocar a maravilhosa "ética republicana", como chama a atenção o Anarca. Por que será?

EVERYMAN

João Gonçalves 27 Abr 06


Pelo André Moura e Cunha, fico meio "por dentro" do "plot" do último livro de um dos maiores escritores contemporâneos, Philip Roth. O livro intitula-se "Everyman" e estará disponível, na próxima semana, nos Estados Unidos. Pareceu-me que podia ser a minha proto-biografia. A auto, claro.

LER OS OUTROS

João Gonçalves 27 Abr 06

O texto de Fernanda Câncio, escrito em 1993 para a Grande Reportagem, sobre o "Holocaust Memorial Museum" de Washington.
"Foi um filósofo alemão - evidentemente alemão - Theodor W. Adorno, que o disse: após Auschwitz, não é mais possível. Pensar. Lembrar, sem dúvida. E escrever. Lamentar os mortos, chorar os vivos. E esquecer. Ergue-se contra isso a dor. Um museu. Mas a verdade decretada é que se esquece. Sempre. É esse o ofício da memória: fazer crer que é possível. Pensar, viver . E não ter visto tudo, nunca."

O "DEBATE"

João Gonçalves 27 Abr 06

Não ouvi, não vi e não faço tenção de ver ou de ouvir nada sobre o "debate mensal" com (e concebido para) o primeiro-ministro no Parlamento. Como confio na perspicácia do Rui Costa Pinto (e nas linhas enxutas do Jorge Ferreira), basta-me isto para ficar esclarecido. "Tantas palavras e cálculos provisórios para dizer o óbvio: o governo vai dar mais uma cacetada nas pensões dos portugueses. Tantas desculpas para assumir o que todos os portugueses já perceberam: o Estado não vai cumprir o que prometeu a quem trabalhou uma vida inteira na expectativa de ter uma velhice tranquila." Continuamos no "bom caminho", a espantar a classe média. Depois não se queixem.

MAIS NINGUÉM?

João Gonçalves 27 Abr 06

Em relação à permanência de Bénard da Costa na Cinemateca Portuguesa até à sua gloriosa mumificação, já disse aqui o que pensava. Também pensava nessa altura que a ministra da Cultura tinha tomado uma decisão política sobre isso. Eis que agora se dá o dito por não dito e Isabel Pires de Lima, com a indispensável anuência de Sócrates, dispôe-se aparentemente a prolongar a "licença especial" que permite a Bénard - aos setenta anos e com uma missão pública impecavelmente cumprida mas porventura exaurida- continuar à frente da Cinemateca. Criticava-se o Estado Novo por convolar em vitalícia a maior parte dos cargos de alta direcção da administração pública. A democracia, pelos vistos, também gosta de ter as suas jarras de estimação. Entretanto foi posta a correr uma inevitável "petição online" em prol de Bénard e, indirectamente, contra Pires de Lima. As capelinhas e o amiguismo mexeram-se depressa. Prado Coelho já as tinha excitado. Parece que está a surtir efeito. A ministra naturalmente tremeu. São sempre os mesmos para o mesmo, dos sete aos setenta e sete anos. Não haverá mais ninguém?

Adenda: Sobre o mesmo tema, João Morgado Fernandes.

UM RUDIMENTAR MODELO (actualizado)

João Gonçalves 27 Abr 06


José Medeiros Ferreira podia editar no Bicho Carpinteiro o artigo que escreveu para uma revista, intitulado "Os Estados também se abatem?", cuja notícia recolhi do Público. Talvez os aprendizes de feiticeiro que incensam uma fantasiosa "sociedade civil" que supostamente nos vai tirar do atoleiro, possam aprender alguma coisa. E - atenção - eu não sou "socialista". Todavia não posso deixar de concordar com a manutenção de um Estado nacional, não "suburbanizado", e com isto: "crédito, casa e consumo, eis o nosso rudimentar modelo".

Adenda: Paulo Pinto Mascarenhas esclareceu que a revista a que aludo é a Atlântico, no seu número de Maio, já à venda. Mais uma razão para eu gostar da Atlântico. É livre. E, de facto, o meu pedido de desculpas ao Paulo pelo lapso.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor