Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

CDS E PP

João Gonçalves 14 Mar 06

Passa-se qualquer coisa de grotesco no CDS/PP. O pequeno partido à direita do PSD, como lhe chamava o dr. Barroso, não tem emenda. O PP de Portas e dos seus amigos não gosta manifestamente do CDS de Ribeiro e Castro. Ribeiro e Castro ainda não percebeu que não pode dirigir o partido apenas aos fins de semana e durante os jantares com as bases. E que o país não lhe passa cartão. O seu irritante grupo parlamentar, a "banda", como com notável felicidade apelidou os discípulos do dr. Nuno Melo, anda à solta e com rédea curta imposta pelo seu patrono ideológico que finge que não é nada com ele. Marques Mendes também tem um problema semelhante - um grupo parlamentar feito à imagem e semelhança de Santana Lopes -, salvaguardadas as devidas distâncias, todavia com a vantagem de ele próprio lá estar. Feitas as contas, a "direita" navega à vista, para o seu umbigo e mal. E Cavaco, para este efeito, não conta. Ribeiro e Castro, se quiser mandar, tem de escolher o partido e o país e esquecer-se de Bruxelas. Mesmo assim, não é seguro que o "portismo" embotado dos srs. Telmo Correia e Pires de Lima lhe dê descanso. A "direita" precisa de um CDS. Com ou sem PP.

A PALAVRA DIVINA

João Gonçalves 14 Mar 06

Caramba. É um prazer ler um grande escritor, com mais de oitenta anos em cima, sobre a escrita e as suas subtilezas, os outros que também escrevem e meia dúzia de clássicos. "Não existe a rotina de um escritório, apenas a página em branco todas as manhãs, e nunca se sabe de onde vêm as palavras, essas palavras divinas".

Norman Mailer, "The Spooky Art - some thoughts on writing", Random House/New York

IL PRESIDENTE

João Gonçalves 14 Mar 06

Há dias, numa entrevista a uma jornalista da RAI, Silvio Berlusconi deixou a senhora a falar sozinha. A dado momento da conversa, a dita jornalista questionou "il presidente" acerca dos seus negócios e a política, isto numa salganhada em que estiveram quase sempre a falar ao mesmo tempo. Manifestamente a jornalista tinha opinião e entendeu por bem fazer da entrevista um contraponto a Berlusconi que pode ser tudo menos parvo. Sem dar tempo à resposta e continuando a instar o entrevistado, a senhora deu azo a que Berlusconi a conotasse com a "esquerda" e saísse do estúdio. A "esquerda" italiana, algo parecido com uma sopa "minestrone", capitaneada pelo improvável Prodi, merece Berlusconi. A senhora jornalista, na sua inconsciência esquerdina, deve ter prestado um bom serviço ao presidente do Conselho. É natural, pois, que ele fique. E é bem feito.

AINDA...

João Gonçalves 14 Mar 06

... sobre as OPAS, ler "Comprai-vos uns aos outros", de José Medeiros Ferreira.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor