Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

...

João Gonçalves 26 Dez 03

O DOUTOR JIVAGO


Boris Pasternak, o autor de O Doutor Jivago

Nas minhas divagações nocturnas pelos infinitos canais de televisão, a maior parte dos quais sem qualquer interesse, seja qual for o ponto do globo de onde emite, sucedeu-me ir parar a um que apenas passa cinema, sem legendas. Estava em emissão O Doutor Jivago, de David Lean. Lembro-me dos cartazes gigantescos que o anunciavam em reprises sucessivas, nos extintos Monumental e Império. Faziam então furor a música de fundo e o enlace amoroso pouco ortodoxo, protagonizado por Omar Sharif e Julie Christie, o Yuri e a Lara do livro de Boris Pasternak. Contudo, O Doutor Jivago é mais do que isso. É um trágico "fresco" acerca dos equívocos dolorosos sempre gerados nos grandes períodos de transição. Neste caso, entre o fim do período czarista e o triunfo da revolução bolchevique. O livro é muito duro na caracterização da "revolução" e da despersonalização que a acompanhou. Como diz um personagem a dada altura, a Revolução acabou com a ideia de vida pessoal. Pasternak pagou cara a sua ousadia literária no mundo de trevas instalado por Estaline. Quando se apercebeu da natureza desse mundo e esse mundo se deu conta da escrita "introspectiva"e da poesia de Pasternak, dedicou-se à tradução. Só em 1957 vem a escrever O Doutor Jivago que era claramente impublicável na Rússia estalinista. Conseguiu passar o manuscrito para Itália, à sucapa, e só quase 30 anos após a sua morte é que pôde ser editado na então URSS. Em 1958, Pasternak foi forçado pelo regime a renunciar ao Prémio Nobel da Literatura desse ano, que lhe tinha sido atribuído. No seu pathos, O Doutor Jivago permanece como um dos grandes "romances" do século XX, constituindo um olhar profundo, imaginativo e complexo sobre a realidade emergente da Revolução de Outubro, nas suas contradições e na repercussão destas nos seus principais protagonistas.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • João Gonçalves

    Primeiro tem de me explicar o que é isso do “desta...

  • s o s

    obviamente nao é culpa do autor ter sido escolhi...

  • Anónimo

    Estou de acordo. Há questões em que cada macaco se...

  • Felgueiras

    Fui soldado PE 2 turno de 1986, estive na recruta ...

  • Octávio dos Santos

    Então António de Araújo foi afastado do Expresso p...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor