Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

...

João Gonçalves 28 Out 03

O MEU BIBI II

Desta vez estou tentado a acompanhar moderadamente a Dra. Catalina. Está a ser criada uma ansiedade insustentável em quem vai ter que testemunhar sobre assuntos completamente desagradáveis e seguramente traumáticos. O frio calculismo do Dr. Martins e o seu ar de contentamento, mesmo que se limite a aproveitar o que a lei lhe permite, incomodam. Também gostei de a ouvir chamar à colação a responsabilidade do Estado por este laxismo criminoso. A aplicação, "a seco", da lei, tem destas coisas. Hoje ficou a Dra. Catalina "desiludida". Outros também já ficaram e porventura ainda estão. Não deixa de ser uma lição para quem, seja quem for, passe o tempo a dizer que tem "confiança" na justiça e nos seus "operadores". Eu, pelo sim e pelo não, permaneço desconfiado e não digo nada.

...

João Gonçalves 28 Out 03

O MEU BIBI

Se o advogado alentejano de Carlos Silvino, com ar de pantomineiro, não conseguir convencer o colectivo de juízes que vai julgar o seu constituinte, o famigerado Bibi entrará numa nova fase da sua vida de arguido. Mais do que ele, é o Estado e as suas responsabilidades, face às crianças acolhidas à sua guarda, que estão a ser julgados. A triste história de Carlos Silvino é a história de uma persistente demissão e de um indesculpável desleixo, acumulados em anos e anos de "deixar andar". Silvino entrou, menino e moço, numa cadeia perversamente instituída e nunca verdadeiramente combatida de abusos morais e físicos, em que participou, primeiro como vítima, e depois, como carrasco. Olhando para ele e ouvindo-o, custa a perceber como é que aquela alma pode ser o cérebro de uma "rede". Parece que o homem está amedrontado e que daria o céu e a terra para não ir a tribunal. Sente-se acabrunhado e só. Na realidade, porém, não é bem assim. Bibi é o filho bastardo de uma impunidade larvar, tacitamente consentida e incómoda, a que nunca ninguém quis prestar muita atenção. Foi preciso o "escândalo" para que a beatice hipócrita e a condenação fora de tempo surgissem. É caso para perguntar o que é que tantos agora "indignados" andaram lá a fazer este tempo todo. Por isso, podem perfeitamente chamar-lhe "seu".

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • João Gonçalves

    Primeiro tem de me explicar o que é isso do “desta...

  • s o s

    obviamente nao é culpa do autor ter sido escolhi...

  • Anónimo

    Estou de acordo. Há questões em que cada macaco se...

  • Felgueiras

    Fui soldado PE 2 turno de 1986, estive na recruta ...

  • Octávio dos Santos

    Então António de Araújo foi afastado do Expresso p...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor