Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

...

João Gonçalves 3 Jul 03

O HOMEM DO LEME II

Durão Barroso não se pode distrair. O País que governa persiste pobre, malcriado, malandreco, insolente, improdutivo, corrupto moral e materialmente, e profundamente inculto. Como se isto tudo não bastasse, emergiu a depressão mais ou menos colectiva. A chaga social do desemprego é uma realidade e a ideia de "palpites", fórmula com que Bagão Félix classificou as explicações de Vitor Constâncio acerca do estado da economia, não teve graça. Romper esta espiral demoníaca em que se enredam presentemente a economia e as finanças, presas das insuficiências internas e das condicionantes internacionais negativas, é um desafio imenso para a maioria. Não pode falhar.

...

João Gonçalves 3 Jul 03

O HOMEM DO LEME

Discutiu-se hoje no Parlamento o estado da Nação. Podia porventura chamar-se o "estado a que isto chegou", e poucos notariam a diferença. Há dois dias, Vitor Constâncio, governador do Banco de Portugal, também tinha apresentado o "seu " estado da Nação que, a avaliar por aquilo que ouvimos na AR, apresenta algumas nuances relativamente ao discurso do Governo. A questão de fundo, parece-me, encosta-se a duas palavras-chave: credibilidade e confiança. Quem é que é credível e em que é que devemos confiar? Disse hoje uma sondagem que se confiava mais no PS do que no PSD, mas que já se confiava um bocadinho menos em Ferro Rodrigues do que em Durão Barroso. Depois, vem o problema da economia e o problema das finanças, e, para uma e para as outras, não são as mesmas as leituras conhecidas. Há quem diga que, depois de batermos no fundo, estamos a começar a erguer-nos, outros insistem em que continuamos sentados no deserto. É, pois, preciso acreditar em qualquer coisa e em alguém. Com a oposição relativamente devastada e inerme, Durão Barroso, sem ter chegado a ser optimista virtual ou triunfalista apressado, anunciou a "descolagem" para breve. Ao contrário de Guterres, que praticamente não existia, Barroso, tal como sempre entendi muito antes de ele ascender a S. Bento, sabe bem o significado daqueles dois simples vocábulos: credibilidade e confiança. A economia ou as finanças públicas não os dispensam. Nem nenhum outro sector. É, também, uma questão "cultural". Não tenho a certeza de que, em todos os sectores da governação, confiança e credibilidade façam escola. Nalguns casos mais flagrantes, já sabemos que não. Mas em Barroso, malgré tout, eu confio. É o unico.

...

João Gonçalves 3 Jul 03

BERLUSCONI

Não parece, mas leio abundantes blogues para além do Abrupto. Acontece que ele - JPP - foi "testemunha presencial", comprometida, é certo, do que se passou ontem no Parlamento Europeu com a intervenção de Silvio Berlusconi, na sua qualidade de presidente semestral da União Europeia. Ele conta como foi, e registem-se duas notas de "enquadramento": Berlusconi "varreu" a esquerda desfeita e contraditória do Poder em Itália, e o poder judicial italiano tem atracções e contaminações políticas inquestionáveis, onde o registo da "independência" pode ser discutido. JPP tem razão: apesar de tudo, perdeu Berlusconi, e, em última análise, perde a Europa.

...

João Gonçalves 3 Jul 03

OUTRA COISA

Apresentar-te aos deuses e deixar-te
entre sombra de pedra e golpe de asa.
Exaltar-te perder-te desconfiar-te
seguir-te de helicóptero até casa


dizer-te que te amo amo amo
que por ti passo raias e fronteiras
que não me chamo Mário que me chamo
uma coisa que tens nas algibeiras

lançar a bomba onde vens no retrato
de dez anos de anjinho nacional
e nove de colégio terceiro acto

pôr-te na posição sexual
tirar-te todo o bem e todo o mal
esquecer-me de ti como do gato


Mário Cesariny de Vasconcelos

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • João Gonçalves

    Primeiro tem de me explicar o que é isso do “desta...

  • s o s

    obviamente nao é culpa do autor ter sido escolhi...

  • Anónimo

    Estou de acordo. Há questões em que cada macaco se...

  • Felgueiras

    Fui soldado PE 2 turno de 1986, estive na recruta ...

  • Octávio dos Santos

    Então António de Araújo foi afastado do Expresso p...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor