Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

"A DOÇURA DE UM VIVER TRANQUILO"

João Gonçalves 13 Out 06


Foi preciso o "pai da blogosfera" perguntar e responder acerca de "por que razão a democracia tem medo de Salazar? (Público de 12 de Outubro, sem link) para se pensar minimamente no assunto. Isto por causa da tal coisa dos "Grandes Portugueses" que a RTP e a Sra. D. Maria Elisa vão promover, na qual, inicialmente, o nome do antigo presidente do conselho estava banido. Salazar foi tão notável - como escreveu António José Saraiva - que "passou" para o actual regime muito da sua "herança espiritual". O receio da independência, a ausência do confronto, o terror da polémica, a obsessão "sistémica", o aprumo autoritário, o conformismo embezerrado, a facada nas costas, o horror do "outro", etc., etc, estão tanto ou mais vivos hoje do que no ano de 1970 em que Salazar morreu. E é assim porque a democracia "espalhou" estas deficiências de carácter pela rua. Não é por acaso que Mário Cesariny - insuspeitíssimo - na recente entrevista ao Sol, "explicou" a quem soube perceber que este regime liquidou alguma da expontaneidade e da imaginação que a ditadura forçava a desenvolver clandestina ou descaradamente. O "respeitinho" democrático, num certo sentido, é bem pior do que o "a bem da nação" de Salazar. No Estado, por exemplo, o dito "respeitinho" mandou que nos ofícios se substituísse esta expressão pela inócua "com os melhores cumprimentos", como se fossemos todos primos e primas. Nos casos mais doentios e hipócritas, costuma acrescentar-se "pessoais", à mão. A diferença entre Salazar e as hodiernas "elites" é que, sendo todos manhosos, a manha de Salazar não lhe "puxava" para a trafulhice e para a cupidez insaciável, própria de desbragados e de deslumbrados sem eira nem beira. Prendia, censurava, batia, exilava, todavia conseguia ser menos provinciano - apesar das origens humildes e das galinhas nos jardins de São Bento - do que estas "elites" paridas à pressa a partir do nada. Salazar, a propósito do país, disse a Christine Garnier que era preciso preservar a "doçura de um viver tranquilo". Não é isso, por outras palavras, aquilo que a "esquerda moderna" nos promete? Um "viver tranquilo"...?

14 comentários

De Anónimo a 13.10.2006 às 00:45

Continuo na minha:

- temos sido governados por malta que foi educada e formada por ele, ao ponto de (neo?)-liberais(?)gostarem do seu cooperativismo;

- somos governados por instituições que funcionam de facto segundo o espirito dele, como é qualquer repartição pública;

- os resultados são o que são;

- não dava um passo sem os exterminadores da PIDE a abrir caminho;

e dizem que é grande?

De Margarida a 13.10.2006 às 10:06

É por essas e por outras que "ele" é o "pai da blogosfera". E arredores, acrescentaria eu.

De Anónimo a 13.10.2006 às 11:13

O JG é sempre oportuno e vai "direitinho" ao cerne das questões!! Plenamente de acordo com tudo o que disse, é tudo Verdade! Quer se queira, quer não, a verdade é que Salazar, com todos os seus defeitos de governação, ´fica muito acima do nível dos chulos pseudo-democratas que por aí andam......

De João Villalobos a 13.10.2006 às 12:38

Caro João,
Preocupo-me contigo. Anda daí almoçar e eu reconcilio-te com os esplendores da democracia nacional. Abraço

De Anónimo a 13.10.2006 às 13:00

Não é nada comigo, mas senhor João Villalobos: Esse convite cheira-me a uma democrática corrupção.
:)

Sauridio

De saposnotelhado a 13.10.2006 às 14:16

Isto está cada vez melhor.

Eu diria mesmo mais: o Franco, com todos os seus defeitos, era mil vezes melhor que essa escumalha de gravata do centro; esses parlamentares medíocres que só sabem é enganar o povo.

Não por acaso isto sabe a populismo direitista de antanho. Estranho. Ou talvez não.

Volta Oliveira - estás perdoado!

De José Pires a 13.10.2006 às 14:45

Já repararam que todas as semanas aparece o retrato do Salazar neste blog? Por tudo e por nada lá aparece a efígie do homenzinho... Não será um caso para psicanalisar?

De Anónimo a 13.10.2006 às 18:17

SE FOSSE SÓ PSICANALISAR!

De Anónimo a 13.10.2006 às 19:12

Acho que o Salazar era comunista.

De Anónimo a 13.10.2006 às 19:28

Só se for seu pai, meu não é de certeza.

Comentar post

Pág. 1/2

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor