Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

VINTE E CINCO DO QUATRO

João Gonçalves 25 Abr 06

É a primeira vez que temos um PR que não veio da "luta anti-fascista", nem pertence à chamada "família socialista". Eanes era atípico, porém um "militar de Abril" e de Novembro. Cavaco, e bem, não perdeu muito tempo com a revisitação da história. Falou para diante e sobre um país esquecido que muito provavelmente não o ouviu. Foi gentil e institucional nos "remoques" propriamente "políticos". No "justicialismo" que reclamou por parte da gestão pública, limitou-se a seguir a vulgata social-democrata. Não foi por acaso que, no final, os olhos da "esquerda moderna", representada por Sócrates, brilhavam. Nem sequer faltou a proposta de um "pacto" ou de uma "união nacional" em torno da ideia, já de si consensual, da "inclusão". Em suma, o regime celebrou-se a si próprio e foi para casa mais descansado depois de ouvir o presidente.

13 comentários

De Anónimo a 25.04.2006 às 13:43

o discurso podia ter sido feito por Jerónimo. Parecia uma das saudosas cassetes carvalhas. Mas esteve bem.

De Anónimo a 25.04.2006 às 13:44

Gostei do discurso.
Agora o fotógrafo desta foto deveria ser severamente castigado e impedido para todo o sempre de se chegar perto de uma máquina fotográfica!

De Anónimo a 25.04.2006 às 17:54

Mas que belo fotógrafo!Lol!
Ke dirá o Gageiro?
Mil vezes a Paula Rego (não fotógrafa) e o lamuriento do Sampaio.
Coisa esperta esta fotografia/antifotografia.
Toquem os sinos para chamar os cortesãos/artistas a Belém!Para darem dicas, porque o mau-gosto impera!

De Anónimo a 25.04.2006 às 19:04

Mas isso é mesmo uma foto ou trata-se de fotomontagem?
E, se é mesmo uma foto, quem é que a fez? Pior ainda, quem é que deu luz verde para que fosse divulgada?
Se foi o assessor de imagem, fique o PR a saber: com "amigos" assim, não precisa de inimigos.

De António Viriato a 26.04.2006 às 00:02

A citação da vulgata pode ser curta, para operar a transformação que se deseja no País, porém, não se vê como a receita neoliberal consiga melhores resultados. Até agora, só deu uma sementeira de nababos espalhada pelo País, a par do progressivo empobrecimento de uma imensa classe média, sem falar de uma massa enorme de desvalidos, sem emprego condigno, sem contratos justos, depressa empurrada para a precariedade social, a caminho da indigência cívica... É a isto que, na minha opinião, conduz o desprezo da vulgata.

De Anónimo a 26.04.2006 às 09:26

É urgente um supositório para o Presidente, para lhe aliviar a garganta.

De Anónimo a 26.04.2006 às 12:46

Deve ser um idolo para si este senhor...Mas agora esta foto???POr favor poupe as pessoas de tais agressões...Deve ter memória curta ou então sofre de amnésia...Leia mais sobre o trabalho deste senhor e veja bem o seu percurso histórico...Depois conclua se esta foto está em conformidade com certas atitudes e politicas aplicadas...Noutros tempos é verdade...mas com repercursões actuais...Acorde para a Democracia...

De Anónimo a 26.04.2006 às 14:13

Faço minhas as palavras do anónimo das 12:46!
Stone

De Anónimo a 27.04.2006 às 14:58

Mau perder, mau perder é o que vos digo...
Apenas existe democracia quando somos nós a mandar nos outros, quando os outros passam a mandar em nós está instaurada a ditadura.
Este homem, quer se goste quer não, foi eleito pela maioria do povo português. Aquele que quando vota em nós é lúcido e esclarecido, quando opta pelo em sentido contrário é tonto e reaccionário.
A foto é de um homem hirto com convicções que sempre é melhor do que um homem bonacheirão sem rumo nem direcção (escuso de citar nomes!).
Vão-se catar ou melgas canhotas.

De rrrrrrapha a 27.04.2006 às 19:55

se houvesse um 25 de abril hoje, este menino ia preso por indicar o local onde foi escavado o buraco onde portugal se encontra.

Comentar post

Pág. 1/2

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor