Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

BUDAPESTE 1956-2006

João Gonçalves 24 Out 06

Quando for grande, quero escrever no Corta-Fitas. Assim e assim.

8 comentários

De Pedro Correia a 24.10.2006 às 12:39

E eu quando for grande quero escrever... no Portugal dos Pequeninos. Abraço, João.

De luisnaves a 24.10.2006 às 13:05

eu também quero escrever no portugal dos pequeninos, mas ainda não sou grande

De Anónimo a 24.10.2006 às 20:19

Caro JG,

Já vi maneiras mais subtis de pedir um emprego (a valer), convenhamos.

De João Gonçalves a 24.10.2006 às 20:36

V. tem um trauma qualquer. Esteja à vontade que esta caixa de comentários é muito liberal, embora não trate da cabeça de ninguém. Continue a disparatar à vontade.

De Anónimo a 24.10.2006 às 22:30

Caro JG: Pois.

De Anónimo a 24.10.2006 às 22:30

Caro JG: Pois.

De Anónimo a 25.10.2006 às 18:13

Começo a perceber porque é que o DN está a perder qualidade nos seus artigos ...

De A. Castanho a 26.10.2006 às 18:19

Budapeste: 1956.


Lisboa: 2006.


Imagine-se que o Povo português se levantava, em armas ou em argumentos, e exigia o cumprimento da Constituição (coisa perigosa...) no tocante ao desmantelamento dos DOIS blocos militares e, consequentemente, pedia a sua saída da NATO e o encerramento de TODAS as instalações militares estrangeiras em território nacional. Assim como a Suíça (ou, para não saírmos da União Europeia, a Suécia), por exemplo.


A diferença entre a ex-União Soviética e os ainda Estados Unidos é que estes NÃO enviariam tanques para sufocar a insurreição portuguesa, nem provocariam milhares de mortos, isto se não se revelasse absolutamente indispensável, obviamente.





Mas é claro que atingiriam os MESMÍSSIMOS objectivos, de uma forma mais branda...

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor