Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A ALFORRECA

João Gonçalves 14 Set 10


Com o país em 4º lugar entre os "campeões" do desemprego na lista dos membros da OCDE, Passos Coelho, depois do "9 de Setembro", criou um "14 de Setembro" com a sua inoportuna proposta de revisão constitucional. Insensível ao curso da realidade, tal qual uma alforreca perdida com a mudança das marés e das correntes, Passos deu à costa com um tema perfeitamente escusado, mal explicado e sem o menor interesse. Depois do calçadão, a revisão como evento para consumo de meia dúzia de alucinados e do tradicional cortejo de comentadores "especializados" - é demasiada inutilidade em tão pouco tempo. Guterres, com aquele frasear que o afamou, dizia que nunca havia uma segunda oportunidade para criar uma primeira boa impressão. Passos já vai na terceira ou na quarta oportunidade e ainda não conseguiu uma primeira boa impressão fora as que duraram três dias nos jornais. Palpita-me que tem um lindo futuro atrás dele.

15 comentários

De Anónimo a 14.09.2010 às 21:14

Amadores, enfim.

De Anónimo a 14.09.2010 às 21:50

Apesar de não ser adepto nem de 1ª, nem de 2ª, nem de 3ª hora, nem de hoje do PPC, acho que é, de certeza muito melhor que o incrível bandalho (o dito cujo, claro). Portanto, é provável que votarei nele, só não sei quando... ou no Portas...

Nos últimos tempos, temos aqui no PdP uma acção de mesclar este com o vigarista que está a enterrar isto até... às orelhas.

Não sei o que ganhamos com esta campanha. Mais uma MFL (que muito admiro mas que não funcionou), mas de calças e bem cinzento? Ou Rangel? Mas a que preço? Aliás, o meu não voto no Cavaco também tem que ver com isso, estou já em campanha entre os meus familiares, amigos e conhecidos. E espero que o susto seja bem real.

PC

De João Gonçalves a 14.09.2010 às 21:55

PC... se vem aqui tanta gente desfigadar-se, por que é que Vc. não há-de vir com o seu anti-cavaquismo? Arranje lá melhor PR nas actuais circunstâncias em vez de andar nessa farfalhice familiar.

De Anónimo a 14.09.2010 às 21:55

Talvez se engane, Dr. Gonçalves. Já quando ele "pediu desculpa" isso foi considerado um erro crasso. E assim parecia. Mas a maltosa "gramou" o gesto (sempre pensei que gramariam). Na revisão de Julho, Passos foi parvo e ingénuo (manifestamente). Mas agora, "cumprindo" uma promessa eleitoral interna, pode afirmar com olhar límpido que está a seguir o seu programa. E isto é já suficiente para acalmar as gentes medrosas; principalmente depois de limadas as "agressividades neo-liberais do projecto de revisão", e de se apresentar de novo "pedindo desculpa e rectificando". Actos de contrição. A populaça adora estas merdas; e se pega, Passos usará o sistema mais vezes - e não será difícil, tal é a quantidade de cavalidades que cometeu e cometerá. Além disso, "será sempre o PS a chumbar a proposta", e isso é sempre um ónus para o PS - mesmo pequeno. O PS perdeu a iniciativa política. A única que subsiste é a inaugurice-compulsiva de sócrates.

Ass.: Besta Imunda

De Anónimo a 14.09.2010 às 21:56

Com um patrono como o Ângelo Correia, não admira que o Passos Coelho reedite um equivalente da "intentona dos pregos".
A verdade é que pôs toda a gente a falar do aborto.
Na Constituição, o que é necessário é apurar o brasileiro.
A "justa causa" é a expressão portuguesa, e um direito demasiado restritivo, para uma economia que o PSD quer cada vez mais arbitrária, mais rapace, e mais selvagem.
Há que abrir caminho à "injusta causa", para despedimento.

De Anónimo a 14.09.2010 às 21:56

Escusavam de ter ouvido esta, mas mereceram, lá isso merecereram.

«O antigo ministro Bagão Félix afirmou hoje que a substituição do despedimento por “razão atendível” por “por razões legalmente atendíveis” clarifica a intenção da proposta do PSD, mas não acrescenta nada, “porque não há razões atendíveis que não sejam legais”.»

(Jornal Público)

De itchi e scratchy a 14.09.2010 às 22:11

Pois eu gostaria era de saber onde é que se "Arranja pior PR". Com provas dadas.

De Miguel Dias a 14.09.2010 às 22:13

Pedro Passos Coelho não tem inteligência política e a "virtu" que se exige aos estadistas, daí que cometa erros de estratégia lamentáveis, mas, para mim e não só, é e será muito melhor Primeiro Ministro do que o charlatão do José Sócrates.

De Anónimo a 14.09.2010 às 22:38

LOL (esta sigla é um dos meus fetiches da actualidade, às vezes escrevo LOLOLOLOLOL, como a malta), JG. Voltei para farfalhar aqui um bocado... A ideia é a seguinte: reeleger o Cavaco à 2ª, também para aumentar a emoção...

E deixe lá o Passos. O dito cujo é que já pôs "isto" neste estado miserável, que ainda está a afundar mais. É preciso correr com ele... JÁ!

De Anónimo a 14.09.2010 às 23:55

Mas como será possível correr com o Pinócrates se as alternativas são o que se vê?
Sempre tive a opinião de que o Passos é um indivíduo sem substância, no que toca a massa cinzenta e um vazio de ideias e assim não vejo hipóteses de nos vermos livres do outro.
Até a minha avó, se fosse viva, saberia o óbvio: que esta história da revisão constitucional iria dar barraca.

Comentar post

Pág. 1/2

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor