Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

O ROUBADOR E OS OUTROS

João Gonçalves 6 Mai 10


Dos gnomos pittico-corporativos da blogosfera, nem uma palavra sobre o roubador de gravadores. Também Assis, que é um tipo aceitável quando não está catatónico, veio em defesa daquilo, do roubador ténico, esquecendo-se que aquele gesto é uma metonímia grosseira da mesma labreguice que fundou as tentativas de agressão à sua pessoa em Felgueiras. Um cavalheiro - ou uma senhora - levantava-se, pregava, quando muito, um par de estalos nos entrevistadores, e saía sem olhar para trás como numa cena famosa do filme A Condessa Descalça. Só que, infelizmente, a labreguice é contagiosa e, regra geral, estão todos bem uns para os outros. Como o roubador de aparelhagem electrónica é membro de uma daquelas parvinhas comissões parlamentares, é bom estar atento não vá ele lembrar-se de, por se sentir "violentado psicologicamente", levar câmaras e microfones para parte incerta. Como aquilo ainda circula pelos Passos Perdidos é que não se compreende, dr. Assis.

Adenda de fim de tarde: Do pittico gnomo já houve pronunciamento. Será que anda a tirar o curso de direito nalgum estabelecimento comercial entretanto encerrado por ordem do eng. Gago? Ou será que é mais aquela coisa do humorista brasileiro que recomendava mais valer estar calado passando por parvo do que abrir a boca e acabar com as dúvidas?

Adenda (outra): O dr. Gama quererá ficar para a história como uma espécie de Américo Thomaz do parlamento, apenas mais apetrechado nos recursos vocabulares? Se não fosse tratar-se da segunda figura do Estado (o que, por si só, é facto de uma eloquência confrangedora), apetecia mandá-lo a qualquer lado.

Adenda da noite: Lê-se num rodapé de um telejornal que o dr. Assis acha que o país e o partido (dele) "precisam" do coiso que acabou de ir sentar-se no conselho superior de segurança interna (e ainda não eram conhecidas as suas habilidades com as mãos). Quanto ao partido, o dr. Assis deve saber melhor do que nós de que género de homúnculos precisa. Quanto ao país, do qual lamentavelmente faço parte e enquanto parte dele, o que mais desejo é que o coiso se foda.

Adenda Maria de Belém: Rídicula.

24 comentários

De Anónimo a 06.05.2010 às 11:44

Atendendo à pessoa, ao local - como se sabe, muito mal frequentado - parece-me tudo muito normal!

De Anónimo a 06.05.2010 às 12:40

"Aquilo" entrou nitidamente em pânico! Julgava bem enterrada e cuidadosamente esquecida aquela melindrosa - para ele - questão. Emigrado rapidamente das Ilhas via PS, julgou poder vir campear para a AR, confortavelmente enquadrado pelo partidinho (salvador...). Quando já abarrotava de confiança atrevida e paroula, eis que uma revista exuma os "assuntos" d'aquilo para lhe apertar as bolas. Que falta de nível, que infantil e vergonhosa justificação! Tristíssima cena! E Assis acompanhou aquilo no difícil transe da comunicação, dando-lhe no fim um bacalhau à compadre. Triste mas instrutivo.

Ass.: Besta Imunda

De Alves Pimenta a 06.05.2010 às 13:51

Há dias, na Rua de São Bento, dei de caras com o Ricardo Rodrigues.
Graças a Deus, consegui evitar o vómito. E ainda há quem diga que Ele não existe...
(Já em tempos me aconteceu o mesmo com a píttica figura, desta feita no Corte Inglês. As desgraças por que um pobre lisboeta tem de passar...).

De rmvsantos a 06.05.2010 às 14:09

Sófocles R. Rodrigues (dramaturgo Tuga)

Nas suas tragédias, mostra dois tipos de sofrimento:

O que decorre do excesso de paixão socialista e o que é consequência de um acontecimento acidental (entrevista).

Acentuou a importância de si mesmo, no papel de observador do seu próprio drama que se desenrola à sua frente.

Deve-se a Sófocles Rodrigues a importância da cenografia e o aumento do número de elementos de "happening". Nas suas dramatizações tudo é possível na definição da sua própria tragédia.

A sua concepção teatral foi e é inovadora elevando por exemplo o número de trágicos actores para dois ou mais, como é o exemplo de S. Francisco de ASSIS, agora contemporâneo de Sófocles Rodrigues.

De entre as suas peças "sobreviventes" destaca-se o "Édipo Rei", onde o mesmo não define a sua orientação sexual como foram prova as imagens recolhidas ontem quando o mesmo se ausentava de forma sublime do espaço da entrevista.

Deve-se a Sófocles Rodrigues a frase: "Mais bolsos houvesse mais gravadores levava". Recorde-se que nesse tempo ainda se desconhecia o que eram "gravadores".

A

Rui

De De nihilo nihil a 06.05.2010 às 14:11

Não há-de tardar e teremos o STJ a ordenar a destruição de tudo e mais alguma coisa e o MP a pedir o arquivamento do assunto. Antes que algum processo avance é melhor "tratá-lo" logo enquanto pequeno.

De Anónimo a 06.05.2010 às 14:50

Roubar gravadores não é crime punido por lei?

antónio chulado

De Die Männer a 06.05.2010 às 15:19

Às vezes pergunto-me se há alguém honesto no PS. Foram todos escolhidos a dedo. Chiça!

De Anónimo a 06.05.2010 às 15:54

Não se compreende é que um PS, com tanta gente, não tenha um módico de decência algures. Desde esse patife Soares, ao finório Santos, passando por tudo "isto", aparece sempre alguém a defender o que de mais reles vai dando à costa. Constantemente.
Mas "isto" dá jeito ao chefe da banda. Aliás dificilmente teria arranjado melhor que "isto" para lhe aparar os piões.

De Pirate a 06.05.2010 às 16:35

Ao princípio a obsessão compulsão era por gravadores de bobinas, com aqueles mecanismos sempre a rodar, a rodar, a rodar como uma mantra...mas depois com o evoluir da tecnologia o apelo dos gravadores digitais tornou-se irresistível, um autêntico fetiche.
Ouvi dizer que alguns camaradas já lhe aconselharam um grupo de auto ajuda, para o apoiar nesta maldita maleita...

De LUIS BARATA a 06.05.2010 às 16:58

Não sei o que foi pior: se a cena dp furto, felizmente filmada, ou a conferência de imprensa com colegas deputados e até o Francisco Assis a "apoiar".
E o Dr.Jaime Gama quando se vai pronunciar? Alguém que lhe mande o vídeo do crime.
E a suposta "justificação jurídica"-acção directa- é de risos.

Comentar post

Pág. 1/3

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Gabriel Pedro

    Meu Caro,Bons olhos o leiam.O ensaio de Henrique R...

  • Maria Petronilho

    Encontrei um oásis neste dia, que ficará marcado p...

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor