Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Os outros rankings

João Gonçalves 29 Out 14

«O IPO do Porto está a adiar cirurgias por falta de camas. Os doentes mais afectados, segundo noticia a RTP, são os que sofrem de tumores na mama, próstata e aparelho digestivo. Também a área da reconstrução mamária está com atrasos: a espera pela cirurgia pode ir até aos quatro anos. Em declarações à estação pública, Laranja Pontes, presidente do conselho de administração do IPO do Porto, admite que as longas esperas se devem a restrições orçamentais: "não abro mais camas porque não tenho condições para isso". E o problema poderá piorar, assinala a RTP, devido à impossibilidade da instituição hospitalar contratar pessoal, por falta de autonomia. Para minorar o problema das listas de espera para cirurgias, já foram retiradas camas aos cuidados paliativos.» Lê-se no Diário de Notícias e lamentavelmente acredita-se. Tal como se acredita que, um mês e meio depois, ainda há alunos sem aulas, professores por colocar e um Crato a esvoaçar por aí. Ou uns subalternos para "punir" no "caso Citius". Ou o embuste da "reforma do Estado". Ou uma revista de ciências sociais, outrora prestigiada e livre, agora proibida de circular por causa do respeitinho. Ora se isto tudo somado não é um país de merda, mesmo que "suba" no ranking* dos países bons para "negócios" (da China), o que será um país de merda?

 

* Portugal subiu quinze lugares no ranking do World Economic Forum e seis no Doing Business. As "reformas" assinaladas para o efeito ocorreram fundamentalmente quando Álvaro Santos Pereira era ministro da economia e visaram, sobretudo, o "factor trabalho" centrifugado, a meu ver, em excesso face a outros. Mas quem ouvir as cucarachas do dr. Lima no México ainda pode julgar que foi ele.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor