Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Bem e mal

João Gonçalves 15 Mai 15

 

O dr. Passos foi entrevistado pelo hebdomadário Sol. As frivolidades estilo "sms ou carta" podem vir a dar matéria para um livrinho com, pelo menos, 220 páginas e índice onomástico, mas não interessam nem ao Menino Jesus. Para memória futura, porém, interessa saber que o primeiro-ministro e líder do PSD recusa, e bem, "blocos centrais". E que desfaz, igualmente bem, o triste fado do "arco da governação": «no actual contexto, não há nenhuma hipótese de um Governo juntando PSD, CDS e PS poder sequer funcionar.»  Já numa outra matéria, a do sigilo fiscal, sai-se bem e mal. Bem quando afirma «que o Estado, o Fisco, a Administração Tributária têm obrigação de proteger os dados fiscais dos contribuintes». Mal quando acrescenta que «os contribuintes não estão todos em igualdade de circunstâncias. Vários deles suscitam uma curiosidade e um interesse maiores do que outros. Nesse sentido, uma lista ou um filtro para aqueles que estão numa primeira linha de exposição pode fazer sentido.» A declinação orwelliana implícita de que "somos todos fiscalmente iguais mas uns são mais fiscalmente iguais do que outros" é abstrusa. Uma assuada de café pode, por este critério, "exigir" o seu "filtro" ou a sua "lista". E assim sucessivamente. Para quê insistir em impropriedades? 

6 comentários

De Pedro a 15.05.2015 às 18:16

A costela (diria mesmo a coluna dorsal) de talibã que se sente ungido por algo especialmente superior. Livra!

De fado alexandrino a 15.05.2015 às 22:25

Este assunto (o fiscal) ameaça tornar-se eterno.
Trabalhei num banco, não passava pela cabeça de ninguém que o acesso a todas as contas pudesse ser feito por todos.
Havia, claro está, níveis de autorização.
Era uma coisa natural, e naturalmente aceite.
Porque é que no estado as coisas hão-de (já não leva o tracinho?) ser sempre diferentes.
Para pior.

De Pedro a 17.05.2015 às 15:24

Quem cria um sistema que se propõe verificar facturas de água e luz para saber se o contribuinte aluga quartos, merece bem um stritease total.

De Pedro a 17.05.2015 às 15:27

Quem cria um sistema que se propõe verificar facturas de água e luz para saber se o contribuinte aluga quartos, merece bem um stritease total.

De fado alexandrino a 18.05.2015 às 08:21

Obrigado.
Há tempos algures nos USA foi preso um indivíduo porque a conta de electricidade era altíssima.
Veio a verificar-se que cultivava haxixe na cave.
Aqui, na Tugulândia, há quem alugue quartos a 150 euros e pague de renda 20 ou 30 por cinco ou mais assoalhadas.
Também há quem arrende centenas de casas de férias por 500 e mais euros (quinzenais) e não pague um cêntimo de imposto.
Mas nós achamos isto apenas um desenrascanço.
Merecemos, é genético.

De Pedro a 19.05.2015 às 21:14

A falcatrua do A (mesmo que fosse o ex PM ) ou a fuga aos impostos do B (mesmo que fosse o actual PM ) não podem justificar o big-brother que esta gente nos quer impor. Será que ninguém vê o degradante que isto é?! Batemos no fundo ou ainda estamos em queda??

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor