Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A via Arriaga do Doutor Cavaco

João Gonçalves 2 Jan 15

 

O Senhor Presidente da República abriu o ano com uma mensagem desprovida de qualquer interesse político ou outro. Mal tinha começado e já se ouvia falar em "exportações", "competitividade" e nas fatais "contas públicas". Também surgiram os "compromissos" e uma jura pelos partidos contra o populismo. Só não foi tão "frio" como Passos Coelho porque se avistava uma foto de família com os  netos. Aliás, o "humanismo" da mensagem esgotou-se nessa fotografia: não existem pessoas concretas na fala presidencial. Nem uma palavra para os que estão sós, para os  que sofrem, física, material ou moralmente, para os que nunca pertenceram a "meio" algum. Nada a não ser a continuação do "caminho" mesmo que que seja o "caminho de floresta". A maioria, no estado de necedade coligatória em que se encontra, disse que apreciou as "ideias" expressas pelo Presidente. A oposição discordou delas e "colou" o PR ao governo. Erro dela. O Doutor Cavaco só se "cola" à sua extraordinária pessoa. E já só pensa naquele glorioso momento constitucional em que fica limitado na sua intervenção institucional. Aí, como frisou, é preciso preparar o "pós-eleições". Mas isso não é com ele. O Doutor Cavaco optou definitivamente pela "via Manuel Arriaga". Ainda há-de escrever as suas "Harmonias Sociais" uma vez que anda a sonhá-las acordado.

 

Foto: Jorge Amaral/Global Imagens

1 comentário

De Anónimo a 03.01.2015 às 17:14

Esgotou o seu tempo na Presidência. "Presidenciou" em auto-promovida felicidade.
Viver na (despendiosa ) torre de marfim é assim. The King is dead , long live the King. O (inconsequente) Senhor que se segue.
Ps- Dizem-me que ainda lá está. Sorry, não tinha notado.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor