Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Belas intuições

João Gonçalves 25 Dez 13

 

Não tenho muita paciência para os "devires" e para as "inscrições", ou "não inscrições", de José Gil. Mas, como diria Proust, Gil não deixa de revelar algumas "belas intuições" sobre os engendramentos de Fernando Pessoa nos seus livros.

 

A RTP passou o famoso The Sound of Music, de Robert Wise, mais conhecido por Música no Coração. Em pequeno, esse filme era "obrigatório" nos ecrãs enormes do Tivoli ou do Monumental e as tardes de cinema eram uma verdadeira festa. Infelizmente o que se seguiu a essa época imóvel não se recomenda e os "sonhos" acabaram mesmo nas escadarias dessas salas entretanto modificadas ou desaparecidas. Neste feriado inóspito de natal, a "realidade" nada tem a ver com nenhuma "música no coração" que fatalmente endureceu. Por mera coincidência, também termina hoje o prazo para o Presidente da República solicitar uma coisa que nunca  passou pelo seu espírito timorato- a fiscalização preventiva do orçamento para 2014.  O Doutor Cavaco, depois das mistificações de Julho centradas na pessoa do senhor vice PM, praticamente desistiu de mexer uma palha e "aderiu" ao "projecto único" do calendário do ajustamento. Uma falácia, uma vez que o alto funcionário do FMI que nos avalia periodicamente já veio dizer que "isto" leva, pelo menos, uns dez ou quinze anos a "ajustar". O PR, em tempo de "balanços", é um dos grandes desapontamentos políticos do ano que termina. O PM - outro que tal - vai falar mas não tenciono ouvir a sua "massagem" de natal que o país conhece de ginjeira. Que nenhum, cuja "história" respectiva se escreverá seguramente breve e superficial, estrague a memória da bela Eleanor Parker, a baronesa do filme, cuja perspicaz ironia a fez suspeitar, com inteira razão, que andava por ali uma rapariga que jamais seria freira.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor