Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Um conselho

João Gonçalves 7 Ago 13

Esta coisa das pensões vai ser um problema político sério, demasiado sério para ser abordado na insustentável leveza de um briefing. Imagino que pelo menos o senhor vice PM, a avaliar pelos seus derradeiros testemunhos escritos enquanto líder partidário, terá a perfeita noção disso.

Um bípede em Lisboa

João Gonçalves 7 Ago 13

Fiquei satisfeito com a escolha de Marco António Costa para substituir, no PSD, uma pessoa que foi para o Governo mas que por lá, para já, apenas hiberna. É-lhe muitas vezes imputada a maleita partidocrática. Eu próprio o critiquei por aqui. Todavia, trata-se um trabalhador incansável, como pude verificar nos dois últimos anos, e que exerceu com competência e seriedade as suas funções governativas. Não lhe gabo a sorte agora. Marco António carrega o fardo das autárquicas juntamente com o de porta-voz do partido maioritário. Ainda hoje, andando pela capital, dei de caras com uma série de cartazes do dr. Roboredo Seara em que nos afiança ser bípede pelo menos em Lisboa. Marco, se me permite um conselho amigo, não perca tempo com este bípede esquecível. Os lisboetas, de certeza, não perderão.

O prudente

João Gonçalves 7 Ago 13

Acabo de ver o dr. Lima louvar-se na ligeira quebra do desemprego, em especial o jovem, no segundo trimestre do ano, aconselhando "prudência" na análise. Mais. Acrescentou que era preciso, e passo a citar, "trabalhar laboriosamente" para sustentar a dita descida. Depois anunciou uns dinheiros para as PME como se fosse tudo "obra" dele. Percebo a prudência. O dr. Lima não pode exagerar na apreciação de um esforço político que não foi manifestamente seu. Nem quanto ao desemprego nem quanto a PME. Sobretudo a reformulação do programa Impulso Jovem. Mas a memória política é um exercício desagradável nos dias que correm. E o dr. Lima é daquelas pessoas que carregam um belo e radioso futuro atrás delas. E, pode estar certo, esse futuro por que tanto porfiou não o há-de deixar em paz.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor