Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Inautenticidade

João Gonçalves 19 Jul 13

 

E ao fim de uma semana de jogos florais e de três de crise política provocada, recorde-se, por protagonistas perfeitamente identificados - até na alocução do PR lá estavam -, a falta de autenticidade nas chamadas "negociações" para a "salvação nacional" (e tudo isto da "salvação nacional" seria cómico se não fosse trágico) deu num expectável nada. Todos os intervenientes andavam a fingir que corria um "processo negocial" quando, desde o início, se percebeu que nenhum apreciou a proposta do Presidente. E que, por consequência, todos queriam estar no mesmo exacto ponto em que estavam antes da proposta. Isso ficou claro depois das falas do presidente do PSD e do secretário-geral do PS nas últimas 24 horas. Falta o terceiro elemento, curiosamente o que mais explicações devia dar ao país e que se refugiou entretanto na inaceitável complacência alheia para não abrir a boca. Não é verosímil pedir o que quer que seja a "elites" deste jaez. O "povo", agora, que diga o que pensa delas.

Tags

Uma entrevista inteligente

João Gonçalves 19 Jul 13

Do novo cardeal patriarca de Lisboa. No meio da tão cretina quanto estulta cacofonia em vigor, a ler ou a ver.

A "incerteza"

João Gonçalves 19 Jul 13

Como referi, não acompanhei a intervenção nocturna do dr. Passos Coelho. Mas hoje de manhã ouvi um excerto dela na rádio pública. Nesse excerto o PM aludia à "incerteza" que umas eleições diferidas para daqui a um ano representa. Este calendário, note-se, é um dos "pilares" do "acordo" proposto pelo PR e que, pelos vistos, ainda não parou de ser ruminado. Se juntarmos esta convicção do primeiro-ministro à outra que consiste em levar imediatamente ao PR a remodelação do Governo, sobretudo na parte em que premeia o actual MNE com a vice-chefia do executivo, mal o "acordo" esteja ou não terminado, então resta concluir que, uma vez mais, o PM acertou. Para não haver "incerteza" com cerca de um ano de vista, é melhor acabar já com ela através de eleições legislativas coincidentes com as autárquicas. Não sou eu que o digo. É a "incerteza".

Tags

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor