Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Cidadania exemplar

João Gonçalves 24 Mai 13

Nos trinta anos do Instituto de Apoio à Criança, é de elementar justiça homenagear Maria Manuela Neto Portugal Ramalho Eanes pelo trabalho incansável à frente da instituição. É um trabalho persistente de cidadania exemplar que merece e exige a nossa solidariedade e o nosso apoio.

Bom senso jurídico

João Gonçalves 24 Mai 13

Já foi há alguns dias mas vem perfeitamente a tempo salientar a posição do Tribunal da Relação do Porto em sede de liberdade de expressão. O "caso" opunha a direcção de um jornal (Jornal de Notícias) e um seu cronista (Mário Crespo) que afirmou ter sido alvo de um acto de censura por parte da primeira. «O TRP diz ainda que seria um acto de censura se os tribunais passassem a definir “os padrões jornalísticos do que seria uma crónica”.» De vez em quando o bom senso jurídico manifesta-se.

Um vómito gratuito

João Gonçalves 24 Mai 13

Miguel Sousa Tavares escolheu a via do insulto para lançar um romance. É uma opção a qual, suspeito, não favorece nem o autor nem a literatura. E diz mais sobre o autor do livro e do insulto do que sobre o livro e o insultado. Como Sousa Tavares, goste-se ou não, tem acesso fácil à palavra pública - e é pago para a ter - faz por consequência parte das elites do regime. Ora o regime não está como Pulido Valente o descreve só por causa dos seus políticos. Os que sobrevivem parcialmente de ruminar sobre eles, acabam por integrar o "sistema". De televisão em televisão, de jornal em jornal e, mais recentemente, de livro em livro, Sousa Tavares é um rosto emblemático do sistema que algumas pessoas se habituaram a ver, ler, ouvir e, eventualmente, a respeitar. Essas pessoas mereciam melhor do que o vómito gratuito do Miguel.

A liturgia da ruminação

João Gonçalves 24 Mai 13



«Não deixa, por fim, de causar enorme perplexidade que os responsáveis editoriais de todas as televisões tenham achado que as melhores pessoas para comentar a crise em que estamos sejam alguns dos responsáveis por essa mesma crise. Uns mais, outros menos, mas poucos podem escapar a essa responsabilidade. E ainda menos dizer, como Medina Carreira, que avisaram a tempo e horas. Mas nunca ninguém lhes lembra como têm telhados de vidro. Só temos a perder com este afunilar do debate público, com a sua captura pela agenda dos partidos e pela gerontocracia do regime, com a repetição ad nauseam de argumentos e falácias, com esta corrida dos comentadores pela popularidade. Numa altura em que a opinião pública procura explicações e respostas, a preguiça dos jornalistas serve-lhe frases feitas e rostos gastos e cansados. O que se passa, é bom dizê-lo com clareza, não é culpa de muitos destes comentadores. É sobretudo culpa de todos os jornalistas que abdicam de o ser, que vivem na ilusão das audiências (quando estão a destruí-las) e que se alimentam do mesmo tipo de intriga e do mesmo catálogo de certezas que a corte partidocrática. Apesar de tudo há melhor e mais estimulante nas elites portuguesas do que o cardápio que nos servem as televisões.»

 

José Manuel Fernandes, Público

O mundo que nós perdemos

João Gonçalves 24 Mai 13



«O regime, na realidade, acabou. O que obviamente não perturba a opinião oficiosa e oficial. O mais preliminar analfabeto, quando lhe falam da nossa falência institucional, faz profissão de fé na democracia e cita devotamente Churchill. Raras são as cabeças que percebem a natureza irremediável do que desde 2011 nos sucede: Portugal não voltará a ser o que era em 2005.»

 

Vasco Pulido Valente, Público

Tags

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor