Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

Dói-me a cabeça

João Gonçalves 10 Mar 13

«Não se lê um jornal e não se abre a televisão que não apareça logo um tropel de peritos com a solução perfeita para os nossos males. Do desemprego à segurança social e da saúde ao crescimento, não há nada que eles não saibam e não resolvessem logo. O debate público é uma sopa de aletria em que as letras não ligam com as letras. Nem o que se disse ontem com o que fatalmente se dirá amanhã», escreve Vasco Pulido Valente, no Público. É isso e o sr. Juncker, um dos nossos maiores amigos de Peniche, não sei bem onde, a jurar pela "ameaça" de uma guerra na Europa se famosamente a rapaziada de onde ele provém não se entender. Dói-me a cabeça.

Persistir na resistência

João Gonçalves 10 Mar 13

 

Na semana em que é escolhido o sucessor de Pedro, um belo texto de Pacheco Pereira sobre os desafios que Ratzinger lançou ao mundo, católico e não só. «Bento XVI, quer como Joseph Ratzinger, quer como Papa, sabia muito bem que para defrontar a competição com a descrença no mundo contemporâneo, era preciso resistir ao "progressismo" que descaracterizava a Igreja, a tornava numa variante profética do marxismo na "teologia da libertação", abrindo-a de forma perversa a um mundo que se tinha feito contra ela e sem ela, e que acabaria por a dissolver no "século" sem diferença. A resistência à "modernidade", e foi o próprio Ratzinger que o lembrou, é mais moderna e interpela mais a descrença, do que a contínua cedência ao "mundo" secular, aos seus hábitos e costumes. E foi também por isso que, ao associar o seu acto prosaico de renúncia ao papado a uma "peregrinação" mística e de intensa religiosidade, apelou aos incréus, seus pares na mesma tradição greco-latina da cultura ocidental que tanto prezava, e fez muito mais pela "propaganda da fé" do que alguns dos seus pares mais modernizadores reconhecem.»

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor