Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

UM SENTIDO DE ECONOMIA

João Gonçalves 8 Nov 05

Segundo o Paulo Gorjão, tem faltado ao dr. Soares "parcimónia" - a qualidade do que é sóbrio, parco - nas suas aparições e nos seus comentários. Acontece que Soares, apesar de sobejamente conhecido, precisa de aparecer, "por dá cá aquela palha", não para "ouvir", como insinuam os cartazes, mas sobretudo para "se" ouvir e, naturalmente, para ser visto. Continua, nas tiradas para os repórteres, a tentar trazer Cavaco "à superfície". Perante a situação em França, Soares garantiu delicadamente que aquilo não é coisa para "economistas" e que ele, se o tumulto fosse cá, seria o homem certo, como "político", para acabar com ele. Soares, a propósito de tudo e de nada, fará a sua campanha contra a "economia" e pela "política", como já se percebeu. Até Paris serve de mote contra o "outro", por causa da "economia". Soares corre o risco de nos fatigar, fatigando-se. E de se repetir, repetindo-se em vão. É que até nas palavras é preciso ter um sentido de... economia.

AFTERGLOW

João Gonçalves 8 Nov 05

Siempre es conmovedor el ocaso
por indigente o charro que sea,
pero más conmovedor todavía
es aquel brillo desesperado y final
que herrumbra la llanura
cuando el sol último se ha hundido.
Nos duele sostener esa luz tirante y distinta,
esa alucinación que impone al espacio
el unánime miedo de la sombra
y que cesa de golpe
cuando notamos su falsía,
como cesan los sueños
cuando sabemos que soñamos.


Jorge Luis Borges

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor