Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

O PORTA-VOZ DE SI PRÓPRIO

João Gonçalves 20 Out 05

Não dou mais do que umas vagas semanas para que Mário Soares fique "farto" do seu porta-voz, o amavél prof. Severiano Teixeira. A partir de agora, só ele, naturalmente, vai querer falar e "explicar" ao país a sua candidatura "negativa". Pelo contrário, Cavaco Silva, igualmente com a maior naturalidade, explicou que não se candidata contra ninguém. E que é, obviamente, o porta-voz de si próprio.

LER

João Gonçalves 20 Out 05

De Francisco José Viegas, "A Propaganda de Cavaco". "O medo de Cavaco gera monstros entre os traumatizados de várias origens. Se Cavaco Silva ganhar, eles sabem, interromper-se-á um ciclo político que manda conceber Belém como um centro de conspiração contra São Bento. O desejo de intervenção desse frentismo ainda não se manifestou, apenas porque os resultados eleitorais de Fevereiro são absolutamente sui generis: eles recolocaram o país na normalidade, recusando a deriva populista de Direita e castigando a mediocridade de um primeiro-ministro que devia ter saído de eleições e acabou por ser decidido em Belém. O aviso está nas entrelinhas desse discurso. E qualquer governo, mesmo o de Sócrates, sabe que terá mais hipóteses de prolongar a sua vida útil com um Cavaco que resistiu a "presidências abertas" do que com a "magistratura de influência" de Soares."

"IT'S POLITICS, STUPID"

João Gonçalves 20 Out 05

Há dias, uma amiga "soarista", convicta e militante da recandidatura deste nosso amigo comum, "avisou-me" que eu tinha para aí uns "cinquenta olhos" em cima do que vou escrevendo - presumi que os "olhos" são todos das bandas daquela candidatura - e "recomendava" prudência nas prosas dedicadas particularmente a Soares, vá-se lá saber porquê. Eu "recomendei-lhe" que ela "recomendasse" a explicação de algumas coisas, como o famoso "basta", coisa que "saiu" toscamente da boca do próprio candidato, hoje, em Viseu. Um fraco "foram as circunstâncias..." foi, até agora, o melhor que se conseguiu ouvir. De qualquer forma, parece que algumas leituras mais analfabetas do que eu tenho vindo a dizer nesta matéria, reconduziram-na parvamente ao "ataque pessoal". Se estas almas perdessem algum tempo a prestar efectiva atenção ao que por aqui, ou em O Independente, tem passado desde Julho último - está tudo ali ao lado, nos arquivos -, veriam que eu me tenho limitado a "criticar" politicamente a aventura presidencial de M. Soares, com a mesma tranquilidade de espírito com que apoiei as pretéritas duas. Eu e muitos outros, bem mais "notáveis" do que eu, como se irá vendo. Por outro lado, - e os arquivos também o confirmam -, sempre defendi uma candidatura de Cavaco Silva nas eleições de 2006. Até no texto de "parabéns" a Soares, por ocasião do seus oitenta anos, isso lá vem implícito. Por consequência, não me tenciono desviar um milímetro desta "linha", confiando obviamente na leitura inteligente de quem por aqui passa. Em suma, nada "de pessoal" está em causa. Só e apenas a política. Estamos entendidos?

BEM-VINDO

João Gonçalves 20 Out 05

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor