Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

A "VINGANÇA" DO BOLO-REI

João Gonçalves 5 Set 05

Graças ao meu amigo Jorge Ferreira, via Rui Costa Pinto, cheguei ao Elba Everywhere, onde esta foto repousava. Costuma ser bramida com insistência e, confesso, com algum humor, a famosa "teoria do bolo-rei" para zurzir, a dez anos de distância, num possível candidato presidencial. Está, para já, minimamente "vingado". O bolo-rei, naturalmente.

QUANDO...

João Gonçalves 5 Set 05

... ouço que a "Igreja Maná" pode vir a apropriar-se, legal e legitimamente, de um canal de televisão generalista, fico com a sensação amarga de que não vale a pena dizer ou escrever mais nada.

DE VOLTA

João Gonçalves 5 Set 05

LER...

João Gonçalves 5 Set 05

... no Margens de Erro, Presidenciais 2.

UMA CANDIDATURA "POSITIVA"

João Gonçalves 5 Set 05

Não faço ideia do número exacto dos membros da "comissão nacional" do PS. Soube, no entanto, pelo Paulo Gorjão, que 119 de entre eles não estiveram presentes na "consagração presidencial" de Mário Soares, prudente e previamente "imposto" ao partido, primeiro, por ele próprio, e, depois, por José Sócrates. Dos que estiveram, 11 "párias" votaram contra, entre os quais a Helena Roseta que também participou, ainda no PSD, há 20 anos, no MASP. Estes detalhes do folclore partidário valem o que valem. Na hora da verdade, vão andar todos a berrar por Soares, com maior ou menor entusiasmo. A questão é outra. A "partidarização" das candidaturas de "esquerda" - cujo mote foi dado pelo próprio Soares ao enfatizar cinicamente a necessidade do apoio do PS e do seu secretário-geral para "avançar" -, acentuada pela "militância" de Jerónimo de Sousa e de Francisco Louçã, "desnacionalizou" o efeito "patriótico" e "salvífico" inicialmente pretendido. Todos convergem apenas para o mesmo precipício "negativo": impedir a eleição do "outro". Não existe uma "mão esquerda positiva de Deus", por muito "optimista" que o dr. Soares se apresente, que Jerónimo diga que não há "ses nem mas" ou que Louçã se "entranhe". O caminho ficou, por isso, mais facilitado para uma candidatura "por cima" deste puro espectáculo "negativo" de seitas. Uma candidatura "positiva".

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor