Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

IDEALISTA

João Gonçalves 29 Ago 05

"We honor heroes because at one point or another, we all dream of being rescued. Of course, if the right hero doesn’t come along, sometimes we just have to rescue ourselves."

LER...

João Gonçalves 29 Ago 05

... este excelente "Detector de Spin", do Paulo Gorjão, sobre o ministro das Finanças. Há dias, mesmo no meio da miséria reinante em matéria financeira, Teixeira dos Santos anunciou uma "equipa técnica" conjunta do seu ministério com o de Mário Lino para "avançar" com os maravilhosos projectos da OTA e do TGV. Ao menos T. dos Santos não esconde ao que vem e por que veio. E já agora, por outras razões, ler igualmente este "mistério" na Grande Loja. Eu não disse que ele anda " bater-se" ao lugar do Vasco Graça Moura do PS, descontados os dotes do tradutor exímio?

UMA ALEGRE CHATICE

João Gonçalves 29 Ago 05

Eu acho que ainda conheço menos mal os "bastidores" do "soarismo". Se bem que os meus amigos "soaristas" se tenham prudentemente afastado, eu pressinto-lhes perfeitamente as manhas. Ontem, no Diário de Notícias, Carlos Ventura Martins, actual director-geral das publicações de Jacques Rodrigues e ex-assessor de Soares em Belém, veio "bater" em Manuel Alegre e, de caminho, em Cavaco. É um bom sinal, vindo de quem vem, já que eu leio o seu texto como um produto "colectivo". A "presença" da proto-candidatura de Alegre até, pelo menos, às autárquicas, "chateia" o dr. Soares. Lembra todos os dias à opinião pública as pequenas traições "familiares" e os pequenos equívocos entre "amigos". Até Cavaco aparecer, Soares está vagamente prisioneiro desta doméstica e irritante "pedra no sapato" que ele gostaria de ver rapidamente removida, de preferência, já na quarta-feira de "consagração" universal. E, de facto, não vai ver. Toda a verborreia utilizada pelo meu amigo Ventura Martins é perfeitamente esclarecedora do "pensamento" de Soares sobre o assunto. No mesmo sentido anda Vital Moreira, que também já intuiu a Alegre "chatice". Quanto a Cavaco, já estamos habituados à retórica da soberba "democrática" e da "superioridade moral", política e "cultural" de Soares e dos seus epígonos sobre o "plebeu" Cavaco. Habituados, e, convenhamos, fartos.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor