Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

SEM COMENTÁRIOS

João Gonçalves 24 Mai 05

No seu Bicho Carpinteiro, Medeiros Ferreira cita com oportunidade o Velho Ditador, "sem comentários":

"Em 1928 era assim:

Mas não tenhamos ilusões: as reduções de serviços e despesas importam restrições na vida privada, sofrimentos, portanto. Teremos de sofrer em vencimentos diminuídos, em aumento de impostos, em carestia de vida... é a ascensão dolorosa de um calvário. Repito: é a ascensão dolorosa de um calvário. No cimo podem morrer os homens, mas redimem-se as pátrias.(Salazar
)"

EM FRANÇA...

João Gonçalves 24 Mai 05

... Nada de novo em relação a todas as sondagens mais recentes dos restantes institutos: depois da recuperação do "Sim" na 1ª metade de Maio, o "Não" volta a ganhar ascendência. Para ler no Margens de Erro, de Pedro Magalhães.

A FÁBULA

João Gonçalves 24 Mai 05

Um a um, todos os responsáveis políticos pela pasta das Finanças nos últimos anos vêm aparecendo nas televisões a perorar sobre o défice e a melhor maneira de o extirpar. Pôem um ar grave e, imagine-se, não coram de vergonha. Continuam a levar-se a sério e querem que nós, naturalmente, os levemos a sério. Reparem que, seja qual for o "quadrante" partidário, são sempre os mesmos. Em fábula, isto equivale a pedir a uma meia dúzia de gatos pardos que tome conta de um bando de pardais verdadeiramente "apardalados". No fim, não sobra pena nem asa.



Adenda: Nem tudo foi mau. Eduardo Catroga - praticamente todo -, o ECORDEP (Estrutura de Coordenação da Reforma da Despesa Pública) de Pina Moura, algo que o "bonzinho" Guterres ignorou, e a "lei de estabilidade orçamental" de Manuela Ferreira Leite constituem progressos interrompidos pelas intermitências políticas. Francamente má, apesar de se tratar de uma excelente pessoa, foi a passagem de Guilherme Oliveira Martins pela Praça do Comércio. O Centro Nacional de Cultura assenta-lhe melhor. Por pudor, devia pura e simplesmente abster-se de "comentar" estas matérias.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor