Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

QUASE NADA

João Gonçalves 22 Abr 05

Certamente a mando de Santana Lopes, os seus empregados superiores na CML, vulgo vereadores, tentaram, numa cena patética, mostrar a sua indignação a Marques Mendes por este não ter escolhido o seu patrão para recandidato à Câmara. É bem feito para Carmona Rodrigues. Talvez agora perceba o género de gente com quem andou a tratar. Não lhe adiantará muito afastar-se deles. Santana fará tudo para o arrastar para dentro do seu privado "Titanic" camarário. Gente desta não perdoa. E Carmona pôs-se a jeito ao aceitar tudo e o seu contrário de Santana Lopes. A sua "competência" aparece assim diluída no lodaçal deste infeliz mandato autárquico onde praticamente não sobra pedra sobre pedra. Carmona é apenas o melhor do que não presta. E isso é quase nada.

LIBERDADE

João Gonçalves 22 Abr 05

Pierre Hassner dava ontem uma entrevista ao Público, conduzida por Teresa de Sousa. Falou abundantemente sobre o referendo em França e das causas pelas quais os franceses se inclinam para o "não" à "constituição europeia". É um texto "pedagógico" de um "seguidor" de Raymond Aron e explica por que é que os franceses têm alguma dificuldade em se reconhecer "aronianos". Também me serve perfeitamente e é uma bela frase para o "25 de Abril". É difícil ser a direita da esquerda e a esquerda da direita, e eu percebo isso porque também sou assim. Todos nós somos pela igualdade e contra a miséria, mas o que nos faz caminhar é mais a liberdade que a igualdade. O que fez a nossa paixão não foi a questão social mas a questão política. Não a justiça, no sentido de haver muitos ricos e poucos pobres - sobre isso somos todos a favor - mas a questão da liberdade e do totalitarismo.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor