Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

portugal dos pequeninos

Um blog de João Gonçalves MENU

ONDE ESTÁ?

João Gonçalves 26 Jan 05

Por que é que Santana Lopes anda praticamente sozinho, bramindo contra os seus "moinhos", mostrando-se a torto e a direito, sem o famoso "contraditório" a que tem direito? A maioria absoluta exige uma ambição e a chamada "ocupação do terreno". Como dizia um saudoso amigo já desaparecido, onde nós não estivermos, outros estarão por nós. Custa assim tanto perceber?


Adenda: Sondagem
PS está longe da maioria absoluta
Segundo a última sondagem VISÃO/TNS Euroteste, o Partido Socialista não vai conseguir o seu objectivo de alcançar maioria absoluta nas eleições legislativas do próximo dia 20 de Fevereiro

UMA OBRA

João Gonçalves 26 Jan 05

O dr. Lopes tentou explicar aos militantes das Caldas por que é que o défice do subsector Estado, em 2004, aumentou 10,1%, segundo as contas oficiais. Nem eu, na cadeira de "análise económica" com que me tentaram iluminar na Católica há uns bons pares de anos, teria sido tão mau na explicação do inexplicável. Isto passou-se num intervalo, supostamente lúcido, entre as habituais diatribes "anti-todos" que caracterizam as sublimes intervenções do primeiro-ministro em "comícios-jantares" do PPD/PSD. Em duas palavras, a coligação falhou a "consolidação orçamental" e a "música" do défice continuará tranquilamente a tocar. Por uma questão de decoro, a palavra "competência" que aparece invarivelmente na tribuna do líder devia ser removida. No Homem sem Qualidades, de Robert Musil, há um apontamento que ilustra bem este transe de Santana Lopes. O modo como, através da realidade, nos aproximamos ou afastamos das pessoas e das coisas, é mais importante do que a nossa relação com ela. Lopes, neste seu lance alucinado, está a conseguir simultaneamente afastar-se da realidade, das pessoas e das coisas. É, realmente, uma obra.

DIFERENÇAS

João Gonçalves 26 Jan 05

"Deve o Reino Unido aprovar o Tratado que estabelece uma Constituição para a União Europeia?" Com esta clareza e simplicidade, a Inglaterra resolveu o "problema" da pergunta do referendo sobre a Constituição Europeia. Nós, com o nosso saloio barroquismo jurídico, inventámos uma pergunta para a qual era preciso meter explicador. Por isso eles são como são e nós somos o que somos.

EXCELENTE ESCOLHA

João Gonçalves 26 Jan 05

... a de Paulo Teixeira Pinto para suceder a Jardim Gonçalves na presidência do grupo Millennium BCP.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • André

    Gosto muito da sua posição. Também gosto de ami...

  • Maria

    Não. O Prof. Marcelo tem percorrido este tempo co...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, no meio da abundante desregulação ...

  • António Maria

    Completamente de acordo.Ontem tive vergonha de ser...

  • Fernando Ferreira

    Caríssimo João, «plus ça change, plus c'est la mêm...

Os livros

Sobre o autor

foto do autor